OLINDA, LINDA CIDADE, LINDO PATRIMÔNIO MUNDIAL

OLINDA


"Ó linda cidade" ! Será que foi essa "expressão de admiração" que deu origem ao nome dessa graciosa cidade ?  

Dizem que Duarte Coelho, primeiro donatário da Capitania de Pernambuco, teria feito essa exclamação, referindo-se ao lugar para construir a vila. 
Talvez, essa não seja a real origem do nome, mas devo dizer que, mesmo depois de visitar 3 vezes a cidade, meu encantamento permanece o mesmo e eu seria capaz de dizer : Ólinda !!!!!

Olinda fica no alto de uma colina e assim possibilita uma visão privilegiada do mar, de seu casario e igrejas, de seus coqueirais e da cidade de Recife.

Sua história começou com os índios Tapuias, continuou com os índios Tupis e ganhou uma mistura com a chegada dos portugueses e mais tarde dos holandeses. Cada um contribuiu para a formação cultural da região. 

Olinda foi sede da Capitania de Pernambuco. 
Era considerada a cidade mais rica do Brasil Colônia. 
Foi a 2ª cidade Brasileira cujo centro histórico recebeu o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco.
Foi eleita a primeira Capital Brasileira da Cultura.


Fora do período de Carnaval, a cidade é uma mansidão.

Como fica muito perto de Recife, o deslocamento de ônibus é bem tranquilo, e, foi, dessa forma, que chegamos para rever a cidade.


Por incrível que pareça, eu gosto de subir as ladeiras de Olinda, caminhando vagarosamente, para poder observar seu casario colonial, sejam seus casarões antigos... 





...ou suas casas simples e simpáticas.



Logo, avistamos uma das mais bonitas igrejas de Olinda, o Convento de São Francisco. Na verdade, um complexo religioso, do qual também faz parte a Igreja de Nossa Senhora das Neves, a Capela de São Roque e a Capela de Santana.


Convento de São francisco
  
Esse foi o 1º Convento da Ordem dos Franciscanos no Brasil.
O claustro é famoso pelos painéis em azulejos portugueses. 

Pátio interno do 1° Convento da Ordem dos Franciscanos no Brasil

Os belíssimos azulejos também enfeitam a Capela de Santana, os corredores e as escadas.

Azulejos da Capela de Santana

Interior da Capela de Santana

Teto da Capela de São Roque.

Teto da capela de São Roque

Primor nos entalhes em madeira.


Anjo entalhado em madeira, Capela de São Roque

Capela de São Roque

Depois de visitarmos todos os espaços religiosos, nosso guia nos chamou para vermos um pátio com o relógio do Sol e uma cisterna.
Essa Cisterna foi construída em 1624 para prevenir a falta de água, muito comum na época, já que as cidades coloniais dependiam completamente das fontes públicas e dos poços.
Ela foi obstruída pelos holandeses em 1631 e foi reconstruída em 1748.
Com a colocação da laje de cobertura da cisterna, criou-se um grande terraço com excelente vista.
Na ponta do terraço está o relógio do sol.


De lá, partimos para a Catedral da Sé.

Catedral da Sé

Interior da Catedral da Sé

Apesar de um interior menos rebuscado, os altares laterais da Catedral têm belíssimos trabalhos em madeira esculpida e revestimento dourado. 
Abaixo, a Capela de São Salvador do Sacramento. 

Altar da Capela de São Salvador do Sacramento

A Catedral da Sé teve sua 1ª construção como uma simples capela em 1537, assumindo ares de igreja somente em 1584 e, desde então, passou por ampliações, melhorias e restaurações. Seu pior momento foi na época da Invasão Holandesa, pois os holandeses chegaram a usá-la como estrebaria e a destruíram em 1631.

Em uma Capela lateral interna, estão os restos mortais do ex-Arcebispo de Recife e Olinda, D.Helder Câmara.

Na Capela de São Salvador do Sacramento encontram-se os restos mortais do ex Arcebispo de Recife e Olinda D. Helder Câmara

Do pátio da frente da Catedral, a vista é deslumbrante. 

Vista do pátio da frente da Capela de São Salvador do Sacramento

Seguimos nosso passeio e chegamos à Igreja de Nossa Senhora do Amparo, mas não pudemos entrar pois estava em horário de almoço.
É uma construção de 1613 realizada pela Irmandade dos Homens Pardos.
Em 1631 foi incendiada pelos holandeses e só foi reconstruída em 1644.
É decorada em estilo barroco e enfeitada por imagens barrocas. Segundo o guia, na última restauração, descobriram azulejos portugueses muito bonitos que estavam encobertos por pintura e madeira. 


Igreja de Nossa Senhora do Amparo

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos é uma construção do século XVII.
O responsável por cuidar da igreja, muito simpático, mora perto e fez questão de abrir a igreja para nos mostrar seu interior e...

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos

Interior da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos

...essa cadeira reclinável de madeira, que me pareceu ser muito especial para ele.


Cadeira reclinável da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretoss



Em frente à igreja, esse painel exibe um grupo numa comemoração : Congo [manifestação folclórica trazida pelos escravos].   

Painel recriando manifestação folclórica trazida pelos escravos: Congo

Seguimos passeio e chegamos ao Largo da Conceição, onde fica o Convento de Nossa Senhora da Conceição, um dos mais antigos do Brasil. Sua construção é do século XVI. Na Invasão Holandesa foi saqueado e incendiado. Ao ser reconstruído, passou a ser um Convento de Freiras, que abriga mulheres abandonadas.  

Convento de Nossa Senhora da Conceição

Mosteiro de São Bento 

Mosteiro de São Bento

Construído no início do século XVI, só foi concluído no século XVIII. Foi o 2º Mosteiro Beneditino do Brasil.
O Mosteiro é no estilo Barroco.
Ao fundo, o Altar-Mor folheado à ouro e a pintura no teto que ilustra a vida de São Bento. 

Altar-Mor folheado à ouro do Mosteiro de São Bento

As portas, em madeira maciça, têm almofadas trabalhadas e são imponentes.

Portas, em madeira maciça, do Mosteiro de São Bento

Uma curiosidade é que o Mosteiro abrigou por 24 anos a 1ª Escola de Direito do Brasil.

A última igreja que visitamos, na realidade, é a 1ª a ser vista logo que se chega a Olinda.
Igreja Santo Antonio do Carmo de Olinda, mais conhecida como Igreja do Carmo, é a mais antiga igreja Carmelita das Américas.


Igreja Santo Antonio do Carmo de Olinda/Igreja do Carmo

 Foi construída em 1580 como Capela de Santo Antônio e São Gonçalo, e, em 1581, passou a ser Convento do CarmoEm 1631 foi bastante danificada pelos Holandeses e, em 1654, encontrava-se em ruínas.
 Sua reconstrução teve início em 1704.

É sempre assim: você entra e parece que a igreja é simples.

Interior da igreja Santo Antonio do Carmo de Olinda/Igreja do Carmo

Mas, quando você olha para o lado...

Altar-Mor da Igreja Santo Antonio do Carmo de Olinda/Igreja do Carmo

E começa a reparar nos detalhes.


Detalhe do interior da Igreja Santo Antonio do Carmo de Olinda/Igreja do Carmo

Interior da igreja Santo Antonio do Carmo de Olinda/Igreja do Carmo

Durante as visitas feitas, ficou claro como 1631 foi um ano trágico para a cidade de Olinda: saqueada e incendiada pelos Holandeses teve, praticamente, todas as suas igrejas destruídas.

Outra construção que faz parte do Patrimônio Histórico e Cultural é o Mercado da Ribeira que é do século XVI e funcionou por muito tempo como local de venda de escravos. Atualmente, é um centro de venda de artesanato.


Mercado Da Ribeira, atualmente é um centro de venda de artesanato
Foto do site www.onordeste.com
Quase 1/3 da área de Olinda é tombada como Patrimônio Histórico.

A cidade foi a segunda no Brasil a receber esse título em 1982.    



Patrimônio Mundial da Humanidade é um reconhecimento conferido a um local pela sua importância única para o mundo e para a humanidade. O local, que recebe esse título, tem que ser preservado para as gerações futuras. Existem Patrimônios culturais, naturais e mistos.


Esse post faz parte da Blogagem Coletiva #patrimoniosunesco e outros blogs também estão participando. Vamos conhecê-los ?







FOTOS: J.C. ALVAREZ

34 comentários

  1. Querida, tenho paixão por Olinda, um lugar que além de muito bonito me traz só boas recordações. Tão cheia de histórias e com uma vista daquelas, não poderia ser diferente, né? BjO!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me lembrei de você quando estava por lá e quando estava a escrever o post, tb amo Olinda. A vista é muito bonita. Acho que Duarte Coelho,o donatário, disse sim Ólinda !!!!!

      Excluir
  2. Olinda é realmente incrível! Lendo seu post fiquei com vontade de voltar.. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi,Bianca
      Já estive na cidade 3 vezes e voltarei pois adoro Recife,Olinda e arredores.

      Excluir
  3. Lindo o seu relato dessa linda cidade!
    Vou compartilhar amanhã no Face!

    ResponderExcluir
  4. Olinda maravilhosa!!! Estou louca para conhecê-la!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando puder,Fernanda,vá conhecer Olinda e vc vai se apaixonar.

      Excluir
  5. Mais um lugar incrível que ainda não tivemos a oportunidade de conhecer. Também está na listinha!! :) Parabéns pelo post! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Itamar
      Nossas listinhas de lugares para conhecer só aumentam depois de uma blogagem coletiva, né ?

      Excluir
  6. Lugares lindos! Fotos lindas! Realmente, uma cidade linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mineiros na Estrada, essa blogagem coletiva é uma super viagem ,né ? visitamos mil lugares muito legais e só aumentamos nossa listinha.

      Excluir
  7. Através de seu olhar conheci uma linda cidade e entendi o porque do nome. Realmente alguém olhou algum dia e disse Ó linda cidade. Lindo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Gisele
      Anota aí e organiza uma viagem para o Nordeste pois vale super a pena.

      Excluir
  8. Maior pena que tenho na vida é nao conhecer Recife e Olinda!!!Muita inspiração esse post seu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pertinho da Bahia mas muito longe da Austrália,né,Laíse ?

      Excluir
  9. Lilian, seu post quase me fez gostar ainda mais de Olinda!!! Fiz um tour guiado, mas não achei tão completo quanto o seu roteiro! Amei muito! E que fotos e belo texto! Amei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Liliane
      Volte e faça um passeio por conta própria por Olinda e Recife,são 2 cidades maravilhosas.

      Excluir
  10. Você tem um jeitinho tão leve de escrever que é impossível não ter gosto de ler.
    Olinda é tão cheia de riquezas que nem imaginava! Fiquei boba por esses altares. Por um momento, me senti olhando fotos das igrejas mineirinhas.
    Muito bacana! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiguinha querida,
      Realmente lembra cidade mineira,mas acho que as Pernambucanas são mais antigas. Como os colonizadores foram os Portugueses a Influência é a mesma e fica tudo parecido.

      Excluir
  11. Maravilhoso post, com ricos detalhes. Adorei conhecer Olinda, é uma gracinha de cidade. Quero voltar pra curtir o carnaval :) rs
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Que cidade mais linda! Nos lembrou nossas cidades portuguesas do interior de Minas. Parabéns pela matéria, super completa. Ainda não conhecemos Olinda, mas nos deu vontade. Abraços, Cristina e Renato - Blog Pegadas na Estrada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade falei isso para Dayana. As Pernambucanas são mais antigas mas os colonizadores foram os mesmos ,então.....

      Excluir
  13. Que riqueza de cidade! Fiquei morrendo de vontade de conhecer a linda Olinda! O post está bem detalhado e as fotos muito bonitas! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, vá conhecer na primeira oportunidade e vcs vão adorar.

      Excluir
  14. Oi Lilian,

    Adorei a forma como escreveu o post. Deu pra perceber o quanto você gosta da cidade! hehehe

    Ainda não conheço Olinda, mas deu pra perceber que há muitos encantos por lá!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Murilo,quando puder vá conhecer e você vai gostar muito. Obrigada pela visita.

      Excluir
  15. Olinda é maravilhosa! <3 Que post lindo!

    ResponderExcluir
  16. Uau!!! Nunca tinha "visto"Olinda por esse ângulo.. Estivemos em Recife e fomos direto para Porto de Galinhas, na próxima visita a Recife já sei onde precisamos ir.. Mesmo depois de tudo que passou ainda tem lindas obras (pq essas igrejas são verdadeiras obras de arte). Olinda, sua linda nos aguarde!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi,Aline
      Olinda e Recife Antigo são 2 preciosidades.Beijocas,Lilian

      Excluir
  17. Que lindo! Minha visita em Olinda não foi com tantos detalhes como estes seus. Adoro lugares com esta fotografia, só queria que estivessem mais bem conservados! bjinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Gabi querida
      É verdade algumas coisas precisavam estar mais bem cuidadas. beijos

      Excluir