16 fevereiro 2021

O QUE VISITAR EM OMÃ NA PENÍNSULA ARÁBICA

O QUE VISITAR EM OMÃ NA PENÍNSULA ARÁBICA

O que visitar em Omã, Península Arábica


Se você quer saber o que visitar em Omã na Península Arábica esse post é para você.

Omã pertence ao continente Asiático e fica bem na entrada do Golfo Pérsico. Apesar de ter lugares muito interessantes, o turismo ainda não é tão explorado como poderia ser. Então, vem viajar nesse relato pois tenho certeza que ao ler sobre o que visitar em Omã você vai querer incluí-lo no seu próximo roteiro de viagem.


Adoro contar histórias minhas e de outras pessoas e de um tempo pra cá me deu vontade de dar lugar de destaque para mulheres e homens 60+ que, como eu, amam viajar. Assim, criei uma série chamada "As Viagens dos Viajantes 60+" e a cada mês uma pessoa apresenta um destino maravilhoso onde já esteve.   


A convidada da vez é Sylvia Yano, uma pessoa muito especial, uma amiga querida que a blogosfera me deu de presente. Nos conhecemos pessoalmente em BH num encontro da RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem - e dali pra frente fomos estreitando vínculos, descobrindo afinidades, conversando sobre tudo e mais um pouco. Enfermeira, professora de Pós Graduação e dentista, Sylvia é apreciadora de comidinhas sofisticadas, quase especialista em vinhos, viajante experiente e blogueira de viagem super animada. Alegre, competente, organizada, dedicadíssima a tudo que faz e com um coração imenso.


Bem, é melhor deixar que ela se apresente : "Me chamo Sylvia Regina Trindade Yano, mas deixei, há tempos, de usar isso tudo e simplifiquei para Sylvia Yano. Nasci no Rio de Janeiro, cresci em Curitiba e já moro há mais de 30 anos em Brasília. Tenho quase 63 anos, muito bem vividos, duas filhas e 3 netos.


Minha formação é em Enfermagem e Odontologia, algumas especializações na área e Mestrado em Saúde do Trabalho e Meio Ambiente. Trabalhei também como professora de graduação e pós graduação.


Viajar era um sonho e paixão desde muito pequena. Na verdade, aprendi o valor de viajar com minha mãe. Viúva aos 36 anos e com cinco filhos, numa vida bastante restrita, economicamente falando, mesmo assim, pelo menos uma vez ao ano, ela pegava a direção de nosso fusquinha e se aventurava, com sua trupe, estrada afora!  Geralmente era para lugares onde tínhamos parentes ou amigos, para garantir a hospedagem, rsrs. Assim, fomos várias vezes ao Rio de Janeiro, Brasília e Cascavel. 

Mas também essa mulher incrível se aventurou 63 horas de ônibus para levar os filhos para conhecer os parentes do marido falecido, em Teresina. Para nós, pirralhos, foi uma festa, mas para ela, hoje eu penso, que bravura. Imagine uma viagem desta na realidade das estradas e infraestrutura no início dos anos 70 !

Já adulta, meu trabalho me deu oportunidade de conhecer novos lugares, pessoas e culturas. Trabalhei num órgão nacional, em Brasília, por 27 anos. Viajei a trabalho por todo Brasil e por muitos outros países.  Depois de atuar por 32 anos, me aposentei. Desde 2013 só me divirto com os netos, a família e amigos, e, claro, viajando o mais possível. Agora, só para curtir e escrever sobre minhas experiências pelo Brasil e mundo afora.

Já são 47 países visitados, parece muito ? Nada, são somente 17% do mundo, falta muito a descobrir.      Não tenho a pretensão de conhecer tudo, precisaria de mais uma vida para isso. Mas enquanto tiver forças para andar, estarei pronta para iniciar a próxima viagem !

Minha grande amiga e colega blogueira, escritora deste blog Uma Senhora Viagem, me fez o carinhoso convite para compartilhar com vocês a minha experiência de viagem a Omã, então vamos lá !!!    


Tudo aconteceu na minha primeira viagem de navio, em março de 2019. Meu trajeto era Emirados Árabes [Dubai, Abu Dhabi, Ilha Sir Bani Yas] e Omã [ Muscate e Khasab].

Omã é um país do Oriente Médio localizado na Península Arábica, fazendo divisa com os Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita e Iemen. Voltado para o Golfo Pérsico, Golfo de Amã e mar da Arábia.


O que visitar em Omã na Península Arábica: Muscate e suas atrações


Muscate ou Mascate, capital do país, está de frente para o Golfo de Omã. Margeia o mar, é bem urbanizada e movimentada. O contraste do terreno arenoso e seco com as montanhas altas e bem próximas à cidade, junto ao mar, encanta o olhar.

O que visitar em Omã na Península Arábica
Royal Ópera House Muscat [Imagem de Klaus Ecker por Pixabay ]


As principais atrações de Mascate são a Grande Mesquita do Sultão Qaboos, a Royal Ópera House Muscat, o Mutrah Souq e andar pela cidade observando a arquitetura das construções que ficam bem junto ao mar. Mas isso fica para outra oportunidade.


Quero, aqui, contar a você a mais importante experiência que tive em Omã : visitar os Fiordes de Musandam !


O que visitar em Omã na Península Arábica : Khasab - os Fiordes de Musandam


A grande atração de Omã está mesmo em Khasab, capital da Península de Musandam, um pedacinho do país, colado aos Emirados Árabes.

Khasab em Omã
Um pouquinho da arquitetura de Khasab em Omã.


Bem, aí ficam os Fiordes de Musandam - a Noruega das Arábias. Essa é visita obrigatória para quem vai a Omã e é uma atração de dia inteiro ou de meio dia. Fizemos a segunda opção pelo tempo que tínhamos para retornar ao navio. Mas, se um dia eu voltar, farei de dia todo, para ver ainda mais desse belo lugar.

Fiordes de Musandam, Khasab, Omã




Visitar os Fiordes de Musandam é um passeio muito diferente, realizado num típico barco de madeira chamado Dhow. Seu espaço interno é todo forrado de tapetes e almofadas. O ambiente é muito árabe e faz a gente se remeter ao imaginário mágico das histórias infantis. Frutas e chá são servidos para nos convidar a relaxar e apreciar o espetáculo da natureza.

Fiordes de Musandam em Omã
Dhow, barco de passeio pelos Fiordes de Musandam em Omã



Saindo do Porto de Khasab, o barco vai deslizando por águas esverdeadas escuras, totalmente circundadas por altíssimas e coloridas montanhas rochosas, que formam os fiordes.

Porto de Khasab, Omã na Península Arábica
Porto de Khasab em Omã


 

Eu ainda não visitei a Noruega e, portanto, nunca antes havia visto um Fiorde. Para mim, foi uma experiência completamente nova. É uma paisagem deslumbrante e muito emocionante !

Fiordes de Musandam, Khasab, Omã
Fiordes de Musandam, Khasab, Omã


À cada metro descortina-se um novo cenário montanhoso. É como se fosse um longo corredor, onde o piso é o mar e as paredes, montanhas de imensa altura. 

Fiordes de Musandam, Khasab, Omã


As montanhas com desenhos diferentes, camadas sobre camadas de rochas, com colorações diversas, levando o nosso sentido da visão a se despertar e aguçar.

Fiordes de Musandam, Khasab, Omã


Por todo o trajeto vamos sendo apresentados à pequenas aldeias encravadas nas pedras. São populações muito pequenas, na maioria de pescadores e artesãos, que vivem distanciados das cidades. Muitas de suas casas são feitas de pedra ou nas pedras. 

Fiordes de Musandam em Omã
Aldeias encravadas nas pedras.

Conforme relato do nosso guia, o governo incentiva a que essas populações se mantenham aí. Levam barcos, água potável e fornecem luz, gratuitamente. Providenciam transporte diário, gratuito, para as crianças irem até Khasab estudar.

De repente, ouvi um alvoroço e mais uma linda surpresa, o barco estava rodeando de golfinhos saltitando e mergulhando que nos seguiram por um bom tempo ! Um espetáculo à parte, afinal, quem não ama golfinhos e suas piruetas. 


O que fazer em Omã na Península Arábica


Logo em seguida, o barco fez uma parada na Telegraph Island. O nome decorre da instalação, nesta ilha, da estação de comunicação telegráfica, feita pelo império britânico, no século XIX. 

A parada tem um propósito maravilhoso : nadar e fazer snorkelling. Talvez por timidez, nenhuma das amigas que estavam comigo se aventurou a mergulhar. Mas, claro que eu não poderia perder essa oportunidade de sentir, na pele, essas águas esverdeadas e muito quentes, à beira, muito perto mesmo, das vultuosas montanhas. Simplesmente amei !!!!!


Fiordes de Musandam, Khasab, Omã.
Sylvia Yano nadando no Fiorde de Musandam


O trajeto de volta é feito pelo mesmo caminho. Muitos, no barco, não resistiram às almofadas e caíram no sono, mas eu estava muito animada com tamanha beleza e continuei contemplando a magnitude de Deus e sua criação.


Fiordes Musandam em Omã


Pra quem tiver mais tempo, vale visitar o Forte de Khasab, construído pelos portugueses no séc.XVII, no desejo de dominar o Estreito de Ormuz. Sem sucesso, por volta de 1624, nossos compatriotas foram expulsos pelo omanitas. Eu só avistei, esse forte, de longe. 

Essa foi minha aventura nos Fiordes de Musandam. Continuo com outras aventuras, por ora, no Brasil. Em breve, se Deus quiser, novamente, mundo afora.

E vai aí uma máxima que acredito ! Nós, os "envelhescentes", podemos e devemos estar onde quisermos. Basta nos planejarmos bem, com toda a segurança, e partirmos para conhecer novos mundos, pessoas e culturas ! Seja feliz !" 


Assino embaixo do que a Sylvia disse e lembrei da música dos Novos Baianos "Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor..." mas eu  diria assim : Chegou a hora dessa geração prateada mostrar seu valor... E estamos mostrando !!!!

No blog Sentidos do Viajar vocês poderão ver quantas viagens legais a Sylvia tem feito pelo Brasil e pelo mundo. Além disso lá você encontrará dicas maravilhosas de comidinhas, incluindo receitas. Você não vai perder essa oportunidade, né ? 


Cada vez mais, nós da geração 60+, vivemos com plenitude cada ano dessa nova etapa de vida. Estamos quebrando paradigmas, preconceitos e barreiras. Estamos trabalhando, empreendendo, praticando esportes, curtindo a família, namorando e também viajando. O importante é fazermos sempre uma senhora viagem seja viajando sozinha, com companheiro, em família, em grupo ou em excursão.



Para conhecer, acompanhar e seguir o trabalho da blogueira de viagem Sylvia Yano, visite :

Facebook : Sentidos do Viajar

Instagram: @sentidosdoviajar

YouTube : Sentidos do Viajar

Blog : www.sentidosdoviajar.com


                                                    FOTOS : SYLVIA YANO


     





  1. Uma delícia ler sobre a história de vida da Sylvia, além das dicas do que visitar em Omã na Península Arábica, uma verdadeira aula de geografia e alegria de viver.
    Que possamos conhecer Omã e utilizar as dicas maravilhosas da Sylvia. Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Omã esta na minha lista por conta dos seus prédios e arquitetura, mas eu não sabia desse lado mais natureza em uma visita em Omã! Quando for para lá quero conhecer esses lugares como a Sylvia

    ResponderExcluir
  3. Que viagem fantástica! Omã nunca esteve em minha lista até ler este post. Já quero ir. Parabéns Sylvia pelo belo relato.

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search