VALPARAÍSO E VIÑA DEL MAR


Quase todos, que visitam Santiago, fazem pelo menos um bate e volta a essas duas cidades, que são dotadas de características e atrativos bem diferentes.



Valparaíso   www.glogster.com

Valparaíso   www.tripadvisor.com.br


Viña del Mar



Na verdade, ao longo do passeio, bateu um certo arrependimento por não termos nos hospedado uns dias em Viña Del Mar. A cidade é especialmente linda.

Valparaíso é o principal porto do Chile, e é lá que se localiza a Câmara dos Deputados e o Senado.

A cidade se ergueu em cima dos "cerros" [colinas], totalizando 42. E os "funiculares", tipo grandes elevadores coletivos, foram, durante muito tempo, uma forma eficiente de transportar a população da parte alta à parte baixa e vice-versa. Atualmente, vários "funiculares" estão em manutenção. Outros ainda são usados no dia a dia da cidade, e, para o turista, é um atrativo.

blog.travelpode.com

viajesfull.com


Como ir a Valparaiso e Viña del Mar?



Estando em Santiago, há muitas maneiras de ir até Valparaíso e Viña del Mar.

Na véspera do dia que nós pretendíamos fazer esse passeio, fomos de metrô até o Terminal Alameda ver o preço da passagem e os horários do ônibus. Avaliamos que, ao chegarmos em Valparaíso, teríamos que circular sozinhos pela cidade para conhecer os pontos turísticos, depois descobrir qual ônibus/metrô nos levaria até Viña e lá, novamente, procurar as atrações, além de nos deslocarmos de uma para outra.

As duas cidades são grandes e não dá para conhecê-las à pé. Decidimos, então, comprar o passeio com a empresa RoDoTour.

Para quem vai fazer o passeio ida/volta no mesmo dia, e quer conhecer as duas cidades, é muito vantajoso pegar um tour.

A RoDoTour nos recebeu na rodoviária de Valparaíso junto com outros turistas, e de lá começamos o city tour pelos principais pontos turísticos da cidade.

É muito melhor sair para esse passeio do Terminal Alameda, que é realmente uma rodoviária. Já o Terminal Pajaritos é bem pequeno e, quando o ônibus passa por lá, já está bem cheio.




Casa de Pablo Neruda  "La Sebastiana"

Porto de Valparaíso

Museu Naval  



Mirante

Porto visto do mirante

O tempo encoberto, no começo da manhã, prejudicou um pouco a parte inicial do city tour, que já nos dá uma visão superficial da cidade.
Vimos alguns "funiculares", o casario colorido, as íngremes ladeiras, conhecemos a casa de Pablo Neruda ["La Sebastiana"], o museu Naval, a Plaza Vitória [com 4 estátuas de mulheres, representando as 4 estações do ano, dispostas em cada canto da praça] e a Plaza Sotto Mayor [em torno da qual estão prédios como Correos, Aduana, Bombeiros e outros]. Durante o passeio, o guia foi nos relatando a história da cidade e sua importância econômica para o país.

No início da tarde, partimos para Viña del Mar. O sol maravilhoso, que a essa altura tinha dado o ar de sua graça, só contribuiu para os turistas quererem parar e descer para admirar cada recanto da cidade.



 Avenidas amplas e bem cuidadas facilitam o trânsito pela cidade.



Os jardins são muito bonitos e é comum vermos funcionários da prefeitura cuidando dos mesmos.


Praça do Relógio

Na avenida, que beira a praia, há lindos e modernos prédios residenciais.





O Castillo Wulff foi construído, em 1905, para ser residência de Gustavo Wulff, um homem de negócios, de origem alemã. Já serviu como Museu Naval e Marítimo e, atualmente, é a sede de "la Unidad de Patrimonio de la Municipalidad de Viña del Mar y centro de exposiciones".


Castillo  Wulff




Na praia de Reñaca, na avenida que beira o mar, os edifícios têm um design diferente, para que as varandas de todos os apartamentos desfrutem do sol. A praia é super badalada e cheia de jovens. Parece a "Búzios" do Chile






Infelizmente, não pudemos conhecer o Museo Fonck [de Arqueologia e de História], que guarda inúmeras peças dos povos chilenos primitivos. Esse moai [estátua Rapa Nui], que fica na porta do museu, é original e foi trazido da Ilha de Páscoa.








Há 53 anos, a cidade de Viña del Mar sedia, em fevereiro, um dos mais importantes festivais de música, o "Festival Internacional da Canção", que ocorre no anfiteatro da Quinta Vergara.


Anfiteatro do Festival Internacional da Canção


A Quinta Vergara parece um imenso parque, que abriga uma belíssima residência, um anfiteatro e uma área de jardins.




    




Nosso guia contou que o terremoto de janeiro de 2010 danificou muitas construções em Viña, e uma delas foi o Palácio Vergara.





Terminamos esse passeio com aquele gostinho de quero mais. O tour dá apenas uma visão panorâmica. Os turistas, que tiverem a oportunidade de se hospedar em Valparaiso ou Viña del Mar, devem fazê-lo, pois terão muito a conhecer. 


Fotos : J.C. ALVAREZ 


Leia também:



7 comentários

  1. Lilian, suas fotos estão muito lindas... quase me fazem pensar que fui para um lugar diferente... Na verdade, eu me decepcionei um pouco com Vina e Valparaíso (snif...). Mas seu post está lindo!

    ResponderExcluir
  2. Eu particularmente gostei muito da nossa viagem ao Chile e adoramos essas duas cidadezinhas! Fomo snum restaurante bem bacana em Vina del Mar, mas nunca vou lembrar do nome sem consultar meu scrapbook! ;) Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Melissa. Depois coloca a sugestão de restaurante.

      Excluir
  3. Que delícia, voltei a 2007 quando estive por lá! Fizemos os mesmos passeios... nossa primeira viagem depois de ter a Manoela! Adorei o post!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post. Não conheço as cidades mas acho Viña uma delícia e dizem que o ano novo por lá é MARA! Já fiquei mais instigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cidade é uma graça e tem um ar de Buzios !

      Excluir