PASSEANDO PELO CENTRO DE ARACAJU

Nosso passeio, ao centro de Aracaju, começou pelo Mercado Municipal, que não é um lugar só para turistas.
Na realidade, são 3 mercados interligados, entre eles o Thales Ferraz, com sua arquitetura mais interessante. Tem um formato circular, com lojas voltadas para a rua e outras voltadas para um pátio interno.




O melhor preço da castanha de caju, da passa de caju cristalizada e da rapadura é encontrado aí no mercado. Várias lojinhas oferecem esses produtos fresquinhos, e a degustação garante a compra. É impossível resistir!

Fomos conhecer também o Mercado Antonio Franco, que vende frutas, legumes e grãos.




Vejam o tamanho desse aipim! Em outros lugares é conhecido como mandioca ou macaxeira.



Passeando pelo entorno do Mercado, vimos um carro de som que fazia a divulgação de várias lojas da região .


Na frente do mercado, há um antigo ancoradouro, onde atracam embarcações que cruzam o rio Sergipe. Ainda hoje, algumas pessoas preferem fazer a travessia Aracaju/Barra dos Coqueiros em pequenos barcos, conhecidos como "tó, tó, tó", nome dado em função do barulho de seus motores. 


Depois de explorar bem esses dois mercados, continue passeando pelo centro. 

Ao sair, vire à direita e siga caminhando pela avenida que margeia o rio Sergipe. Logo é possível ver a Ponte do Imperador, construída para que o vapor "Apa", do imperador Dom  Pedro II, pudesse ancorar quando de sua visita à cidade, em 1860. A Ponte do Imperador foi fabricada em madeira. Passou a ter sua estrutura em ferro na 1ª reforma, e, só, em 1940 assumiu  o aspecto atual.
             

           Atravessando a avenida, estaremos na praça Fausto Cardoso

Estátua de Fausto Cardoso
A praça Fausto Cardoso foi reformada recentemente, e é um lugar muito agradável com árvores centenárias, calçamento em pedra portuguesa e dois coretos. Lembra pracinha de cidade do interior. 
Experimente sentar em um dos bancos da praça e deixar o tempo passar.


Coreto da praça



Fausto Cardoso foi o advogado, jornalista e político sergipano, que ficou conhecido como "O herói de Aracaju" ao morrer nesta praça, em 1906, enfrentando as tropas do exército, que pretendiam acabar com um levante.


Continuando o passeio pelo centro, encontramos, na praça Olímpio Campos, a Catedral Metropolitana, que embora seja pequena e simples, tem um interior muito bonito.



O teto da catedral é coberto por pinturas em diferentes tons de azul e cinza.  


Na mesma praça, em um antigo casarão, está localizado o Centro de Turismo de Aracaju. Nesse casarão, que sediou durante anos a escola Normal, funciona atualmente um posto de informação turística, o Museu do Artesanato e lojas que vendem peças do artesanato sergipano.




Nesse dia, chegamos à conclusão que passar apenas 4 dias em Aracaju foi um erro. Há muito o que conhecer na cidade. Como o nosso tempo era pequeno, encerramos o passeio pelo centro e voltamos ao hotel, já que à tarde iríamos à praia de Mosqueiro.

Do centro [quase em frente à praça Fausto Cardoso] para o hotel [na orla da Atalaia], pegamos o ônibus 008. Todos os postos de informação turística ensinam como se deslocar pela cidade usando transporte público.



FOTOS : J.C. ALVAREZ


Leia Também:

Aracaju e Onde Comer
Onde Ficar em Aracaju
Passeio no Rio Vaza Barris
Mangue Seco, Bate e Volta de Aracaju
Hotel Econômico em Aracaju Ibis Budget
Cânion do Xingó, Maravilha de Sergipe

8 comentários

  1. Nunca fui em Aracaju, por achar que não terá nada o que fazer. Engano meu né?!

    ResponderExcluir
  2. Nossa que surrpresa legal!
    Nunca tinha considerado seriamente Aracaju por achar que a cidade teria poucos atrativos que a justificassem "como um destino em si".
    Teu post foi ótimo pra me abrir os olhos pra essa possibilidade! Muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal poder conhecer um pouquinho mais desse nosso Brasil lindo!!! =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Nini, Simone e Carol.
      Aracaju é uma cidade muito gostosa com povo simpaticíssimo. A Orla do Atalaia é um calçadão super tranquilo para caminhadas.

      Excluir
    2. Olá meninas, sou daqui de Aracaju e sou apaixonada pela minha cidade! Encontrei este blog por acaso e me interessei em saber o que os nossos visitantes acham da cidade, e vi que você descreveu o Centro e a Orla do Mosqueiro muito bem!
      Acredito que aqui ainda tenha muito a se ver, na verdade muitas pessoas da própria cidade não conhecem Aracaju por completo (mesmo sendo pequena comparada a outras cidades) acho que esse fator "ajuda" aos turistas pensarem que aqui não tenha muita coisa a se fazer, como vi no comentário da Carol aqui em cima rs
      Tenho inúmeras dicas de passeios e locais turísticos ou "não turísticos" mas que são lindos e aconchegantes do mesmo jeito... da mesma forma que a história em si da cidade é linda, pois a cidade visinha a Aracaju, São Cristóvão é a 4º cidade mais antiga do Brasil!

      Vou deixar aqui o link de algumas imagens da cidade-histórica: https://www.google.com.br/search?q=s%C3%A3o+crist%C3%B3v%C3%A3o+se&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwi09_XF5NDQAhWJjJAKHcHwCYYQ_AUICSgC&biw=1600&bih=770

      Caso alguém tenha o interesse em obter maiores informações sobre a cidade ou locais para visitar, sintam-se à vontade e contate-me por e-mail. Deixo claro que não sou da área do turismo, e sim da Arquitetura, mas acredito que Sergipe como um todo tem muito a ensinar a todos que vierem aqui!

      Um forte abraço!
      Atenciosamente,

      Nathallie Sayonara
      nathsayonara@outlook.com

      Excluir
  4. Não conheço Aracaju ainda, mas fiquei bastante empolgada com seu post. Adorei o mercado, a pracinha e a linda igreja. Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Adorei conhecer um pouco mais do Nordeste através de seus olhos! :) Muito gostoso, e , sabe que me lembra um pouco daqui? Será impressão? Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Taí uma dica interessante de destino. Ainda não conheço e tô pensando em por na wish list.
    Besito.

    ResponderExcluir