CÂNION DO XINGÓ, MARAVILHA DE SERGIPE

Cânion do Xingo é um passeio imperdível em Sergipe.
Imaginem estar no 5º maior cânion navegável do mundo !


É muito emocionante conhecer o Cânion do Xingó, e eu desejava, há muito tempo, fazer esse passeio.
O passeio partiu bem cedo de Aracaju, pois o Cânion fica no sertão sergipano, na cidade de Canindé de São Francisco, distante 215 Km da capital.
Ao longo do caminho, a paisagem foi, pouco a pouco, mudando. E o que se passou a ver, então, foi uma paisagem árida. 

sertão sergipano

Antes de 1994, toda a região era de terra muito seca e o rio Canindé era muito tímido. Com o represamento das águas do Rio São Francisco, para construção da Usina Hidrelétrica de Xingó, formou-se um imenso lago, cujas águas têm, como limite, os paredões do cânion.


canion do xingo

O catamarã, que leva ao Cânion do Xingó, parte do restaurante Karrancas localizado à beira do rio São Francisco em Canindé. 


catamarã passeio Cânion do Xingo

No restaurante há um quiosque onde os ingressos para o passeio de catamarã são vendidos. Assim que descemos do ônibus, fomos recebidos por funcionários, que encaminhavam para diferentes caixas: àqueles que pagariam o catamarã em dinheiro e os que pagariam em cartão.
O catamarã tem dois andares com bancos, banheiros e serviço de bordo com bebidas e várias comidinhas bem apetitosas.
Quando o catamarã começou a navegar pelo rio São Francisco, só me lembrava da música de Sá e Guarabyra :
  
"...O sertão vai virar mar 
Dá no coração
O medo que algum dia 
O mar também vire sertão..."


rio são francisco

O passeio pelo rio leva 1 hora, e um professor de história nos acompanhou contando toda a história sobre o rio São Francisco, construção da hidrelétrica e o Cânion do Xingó.
No inicio do trajeto, a distância entre uma margem e outra é bem grande.
Logo fomos chamados a observar, à direita, uma formação rochosa chamada Pedra da Águia por lembrar a cabeça dessa ave.   


pedra da águia

A 2ª formação rochosa avistada foi a Pedra do Chinês, que tem esse nome, que parece com o pagode [tipo de torre] chinês.


pedra do japonês 
Enquanto isso no catamarã, rolava um forró ao vivo e umas senhoras dançavam super animadas. 
A paisagem é lindíssima nas duas margens.



Depois de um tempo, as margens já não estavam tão distantes uma da outra. Também era possível observar que as formações rochosas ficavam mais altas, como se anunciassem que estávamos chegando próximo da região do cânion, propriamente dito. 


cânion do Xingo

Não sei explicar o que senti, mas posso dizer que foi uma emoção diferente estar navegando pelo rio São Francisco, e percebi que não era só eu que estava assim. 
Várias pessoas ficaram muito tocadas quando foi anunciado que estávamos chegando e avistamos uma estátua de São Francisco em uma escavação
num dos paredões de pedra.


estátua São Francisco


Diz a oração de São Francisco:
"... onde houver tristeza que eu leve a alegria..."

rio São Francisco

rio São Francisco

cânion do Xingó

Abaixo, duas embarcações, à direita, na entrada para o Paraíso do Talhado.


As embarcações ancoraram em um pier flutuante e ali permaneceram por 1 hora, "tempo suficiente" para fazer o passeio à Gruta do Talhado e mergulhar nas águas do São Francisco.
Tudo muito organizado: "macarrões" para todos os turistas.


Gruta do Talhado,Cânion Xingól

Em fila e vestidos com colete, os turistas foram embarcando em uma canoa para ver bem de pertinho a Gruta do Talhado.


Gruta do Talhado,Cânion do Xingó

                              Os paredões impressionam !



Os diferentes tons de ocre das paredes, as formações rochosas com protuberâncias e reentrâncias e o azul do céu, visto por entre nesgas, deixam qualquer um impactado.  






         A cor da água e o reflexo nos paredões também impressionam !

gruta do Talhado, cânion do Xingó

No final da Gruta do Talhado, outra estatueta de São Francisco "guarda" o caminho.


gruta do Talhado no Cânion do Xingó

O passeio até o final da gruta é muito rápido, mas encantador.
Voltamos para o píer flutuante para curtir a "piscina" com água deliciosa!!!



Depois de uma hora no "Paraiso do Talhado", o catamarã empreendeu a viagem de volta ao Restaurante Karrancas.


restaurante Karrancas

De volta ao restaurante Karrancas, decidi não almoçar porque temia a longa viagem de volta numa estrada cheia de curvas. Mas, deixo registrado que achei o restaurante estruturado para receber grande número de turistas.


restaurante Karrancas

Decidi comer algo leve. O prato escolhido foi tipo uma entrada: "escondidinho de carne seca". E foi uma ótima pedida pois pude sentar à beira do rio, onde foi servido, e assim curtir mais um pouquinho essa maravilha de cenário.


restaurante Karrancas

Não resisti e entrei novamente nas águas do São Francisco.
A volta foi muito cansativa pois levou mais tempo, que, à noite, foi necessário maior precaução.
Nossa guia fez uma paradinha, a pedidos, em uma loja de doces caseiros, na estrada, e foi perfeita: doces deliciosos [passa de caju, goiaba, mamão...] por um preço muito em conta. 
Ao longo do passeio, percebi que as pessoas [guias, funcionários do catamarã] sentem muito orgulho dessa região e falam do rio São Francisco com muito amor.  
Em 2012, quando visitei Aracaju pela 1ª vez não fui ao Canyon porque avaliei que fazer bate e volta era muito cansativo, mas, dessa vez, não quis perder a oportunidade por nada. Então, lá fui eu de bate e volta mesmo. 

Informações práticas

Preço do translado Aracaju/Cânion/Aracaju :
Preço do catamarã: 90 reais
Preço da canoa: 10 reais
Preço do almoço no restaurante Karrancas: 38 reais

Agradecimentos

Eu fiz o passeio ao Cânion do Xingo a convite da Nozes Tour, que ofereceu o passeio ao Cânion do Xingo como cortesia aos blogueiros de viagem da ABBV selecionados pela rede IBIS . Agradeço a oportunidade de conhecer esse lugar  maravilhoso, mas deixo claro que esse relato expressa minha sincera opinião.

Vai viajar?

Veja as dicas de Uma Senhora Viagem. 

Quer reservar um hotel?

Clique na caixa do Booking na primeira página do blog, à direita e reserve, você não paga nada a mais por isso e eu ganho uma pequena comissão.  

Tem dúvidas sobre a cidade? sobre alguma atração turística? 

Escreva no comentário e eu respondo. 




Leia Também:

10 comentários

  1. Me sinto até envergonhada por nunca ter ouvido falar deste lugar tão lindo em nosso país. Ainda bem que você foi e contou por aqui. Belíssima dica. Lindas fotos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um lugar muito bonito e ao chegar por lá fiquei emocionada e várias pessoas no barco também ficaram. O rio São Francisco tem uma energia diferente. beijos

      Excluir
  2. Eu sou louca para fazer esse passeio!
    Ainda não conheço Sergipe mas quero tirar logo esse destino da minha lista de desejos.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês vão adorar Aracaju e os arredores. Se puder não faça bate e volta pois fica cansativo, ainda mais com o Dodô.O passeio é demais !

      Excluir
  3. Que experiência fantástica, Lilian. Quem não gostaria de navegar por este rio tão importante para nós brasileiros, não é? Além da beleza do rio, os cânions são espetaculares também, adorei o post, lindas fotos. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gi , que bom ter vc por aqui. O passeio é muito legal e emocionante !Obrigada e beijos

      Excluir
  4. Que lugar! Amei as fotos, fiquei aqui babando! Um destino que merece ser conhecido por todos os brasileiros.

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido falar nesse lugar e estava curiosa para ler sobre.Lindas fotos.

    ResponderExcluir
  6. Esse sim é um destino que está no topo da minha lista de desejos de viagem e já salvei seu post para usar. Ótimas informações!bjs

    ResponderExcluir
  7. Nossa que lugar maravilhoso! também tô ligeiramente envergonhada de não ter conhecido e nem ouvido falar dessa belezura!
    Tem tanto lugar maravilhoso nesse Brasilzão que eu ainda não conheço!

    ResponderExcluir