SÃO FRANCISCO: ÁLAMO SQUARE, CITY HALL, ASIAN ART MUSEUM, PALACE OF FINE ARTS, COIT TOWER

Adoramos São Francisco e aproveitamos ao máximo nosso último dia na cidade. Voltamos em alguns lugares e conseguimos visitar outros que faziam parte do nosso roteiro, tal como a Álamo Square.





Chegando a essa praça, os turistas só tem olhos para as "painted ladies". Ou seja, para essas 6 casas em bom estado de conservação, construídas no estilo vitoriano. No entanto, também é interessante observar a vista do alto da praça.


Aos domingos a Álamo Square é dos dogs e de seus donos. Nunca tinha visto um lugar que reunisse tantos cachorros dos mais diferentes tamanhos e raças. Sem cachorro, nos sentimos "intrusos" naquele ambiente, e fomos embora. 

Logo nos demos conta que estávamos circulando por Pacific Heights, bairro com belíssimas residências e com uma vista fantástica.








Descemos uma das ladeiras e chegamos a uma ampla área gramada com bancos, ciclovia e pista para caminhada, de onde se avistava Fort Mason, à direita.


Caminhamos pelo calçadão até Marina District. Bairro tranquilo, praticamente só de casas. Minha filha chamou nossa atenção para os avisos colocados em todos os postes "Tsunami Evacuation Route", o que me fez mudar de opinião em relação à tranquilidade do lugar.



Nosso último dia na cidade foi um lindo domingo de sol e friozinho gostoso. Visitamos a Prefeitura de São Francisco/City Hall, que na época tinha uma bela flor de lótus vermelha enfeitando a calçada. 
O artista plástico coreano Choi Jeong Hwa foi o autor da obra.   


Viram que linda cúpula do prédio da Prefeitura/City Hall ? 
É uma cúpula barroca inspirada na da Basílica de São Pedro.

Entramos só para dar uma olhada pois era nosso último dia em São Francisco e ainda tínhamos muitos lugares para conhecer. O prédio é muito bonito e pode ser visitado com passeios guiados durante a semana.


Nessa mesma praça está o Asian Art Museum que exibe obras de arte asiática de países tais como: Turquia, Índia, China, Filipinas.



Esculturas, painéis em tecidos, capacetes, painéis em cerâmica, vestimentas de guerra, quadros e outras peças.


Amo de paixão as cenas retratadas nesses tecidos.










Fomos de carro até Crissy Field. Esta foi uma área usada como campo de aviação durante um tempo. Apenas em 2001, após intenso trabalho de revitalização foi aberto ao público como parque com áreas gramadas, espaço para piquenique, pista para caminhada, praia etc...


Os americanos usufruem da praia, isto é, do sol e ar praiano, mesmo que não possam estar em trajes de banho.


Depois fomos até o Palace of Fine Arts. Na realidade é um parque com lago, patinhos, alamedas, jardins, o Palácio e residências em seu entorno.


Palace of Fine Arts foi construído para a Exposição Internacional do Panamá e do Pacífico de 1915. Nessa época, comemorou-se o término da obra do Canal de Panamá e a reconstrução da cidade de São Francisco após o terremoto de 1906. 


Atualmente abriga o Exploratorium um"museu"/centro de ciências, onde várias experiências podem ser vivenciadas.


Seguimos para Coit Tower. Estacionamos nosso carro em uma rua onde tinha uma enorme escadaria e iniciamos a subida. A escada de madeira é ladeada por árvores, jardins e prédios. Em vários lugares, a escada dá acesso a varandas de apartamentos.



À medida que íamos subindo e olhávamos para trás, a vista ficava 
cada vez mais linda.


O que é a Coit Tower ?


É uma torre que foi construída em homenagem a Lillian Hitchcock Coit para embelezar a cidade. Essa senhora morreu em 1929 e deixou uma herança para ser usada no embelezamento da cidade de São Francisco.

Do alto dessa torre é possível ter uma vista de 360 graus da cidade e, no térreo, há uma exposição de painéis pintados. 
Com o tempo contado, pois iríamos embora no dia seguinte, não subimos nem vimos a exposição.  



FOTOS: J.C.ALVAREZ



Leia também:

Um comentário

  1. Cada foto maravilhosa, adorei!!! Vou ler seus posts sobre SF, iremos para lá em agosto e estou bem perdida! Já mexi no roteiro várias vezes, íamos ficar 6 dias, mas mudamos para 4, porque a hotelaria de lá é pesada de cara e olha que ficaremos no aeroporto!

    ResponderExcluir