05 abril 2022

AIT-BEN-HADDOU NO MARROCOS: MARAVILHOSO PATRIMÔNIO DA UNESCO


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco



Conhecer o encantador e colorido Marrocos era um antigo sonho e, em 2019, tivemos a alegria de realizá-lo. Durante 11 dias, em um tour privativo, visitamos várias cidades e sua riqueza histórica e cultural. Entre tantas belezas que conhecemos, selecionamos uma para contar nesse post: Ait-Ben-Haddou, um maravilhoso Patrimônio da Unesco. 

O Marrocos abriga 9 lugares reconhecidos como Patrimônio Mundial pela Unesco e destes, nós, visitamos 8. Cada um com sua história e singularidade nos fez ver como valeu a pena cada passeio.

Acordamos cedo e muito animados pois, afinal, iríamos atravessar as montanhas do Alto Atlas para chegar a Ait Ben Haddou. Estávamos em Marrakesh e, além de nosso destino ficar longe, faríamos um bate e volta. Na verdade, o melhor seria fazer essa visita com mais calma se fôssemos pernoitar no deserto. Mas, nós não o incluímos em nosso roteiro. Que arrependimento!  

É importante dizer o quanto apreciamos, não só, cada destino marroquino como, também, seus caminhos.

As estradas marroquinas nos surpreenderam pela conservação e beleza das paisagens. Pouco a pouco, as montanhas foram se apresentando e o cenário monocromático foi dominando a paisagem. Curvas e mais curvas acentuadas foram amenizadas por algumas paradas na estrada. A primeira foi em Tizi Ait Barka, onde pudemos esticar as pernas e apreciar a vista. Nesse trecho, em especial, a altitude é de  2.260 mts e no inverno, às vezes, fecha por causa da neve. No meio do vale ou das montanhas estão algumas pequenas aldeias.  



Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco
Parada em Tizi Ait Barka. A neve no topo da montanha, na última foto


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco
Aldeias no meio das montanhas



Ait Ben Haddou: parada em Ouarzazate e kasbah Tauorirt 


A segunda parada foi em Ouarzazate, cidade considerada a porta de entrada do deserto do Saara, onde pudemos visitar a famosa kasbah Taourirt que funciona, atualmente, como um museu, mas, no passado, foi um palácio/fortaleza de rica família. A fachada, em adobe, é toda trabalhada com minúsculos desenhos geométricos que lembram um rendilhado. O interior é composto por muitos ambientes interligados por escadas e corredores. Um verdadeiro labirinto. Várias salas e quartos têm teto, parte superior das paredes e moldura das janelas trabalhadas em madeira colorida. Em alguns cômodos, as janelas são bem rentes ao chão, já em outros são bem pequenas e no alto.

Ainda em Ouarzazate, demos uma voltinha no souk em frente à kasbah e no bairro Taourirt. Paixão total pelo colorido de tapetes, almofadas e tecidos. A vontade era entrar em todas as lojinhas. 


Kasbah Taourirt em Ouarzazate, Marrocos
Kasbah Taourirt em Ouarzazate


Alguns brincam dizendo que Ouarzazate é a Hollywood do Marrocos. Isso porque já foi escolhida por muitos cineastas como cenário para famosos filmes. Nós vimos apenas pelo lado de fora os estúdios Atlas, mas os interessados podem comprar ingresso para visitá-lo, assim como, conhecer o museu do Cinema. 


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco
Estúdios Atlas e Museu do Cinema e


Ouarzazate também é conhecida pela quantidade de kasbahs. Até existe, na região, a Rota dos Mil Kasbahs, onde o turista pode conhecer muitas dessas construções tão peculiares e típicas do sul do Marrocos. Não acredito que haja mil, mas deve ter uma quantidade significativa. 


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco 


Finalmente, chegamos à cereja do bolo do passeio: o ksar Ait Ben Haddou. O carro que nos conduzia fez uma parada na estrada de onde tivemos uma vista muito bonita e mágica da cidadela fortificada. Ela parece camuflada pois, toda em barro, não se distingue bem da montanha. Terá sido uma estratégia para nos encantar ainda mais? 

Mas, antes de continuar esse relato, se faz necessário esclarecer a diferença entre kasbah/casbá e ksar. 

As kasbahs são construções bérberes feitas com tijolos de adobe e equivalem a castelos, palácios ou fortalezas. Têm uma arquitetura própria com formato quadrado ou retangular, torres nas extremidades e paredes bem altas  Geralmente, pertenceram a alguma família rica.  
O ksar é uma aldeia fortificada com muralhas e torres de vigia. Também é construída em adobe e formada por várias casas e alguns kasbahs. Estava localizada próxima a rios que fornece água e em lugares estratégicos de onde se tinha boa visão da movimentação no entorno. Em seu interior, encontramos ruelas, mesquitas, comércio, escolas, banhos e praças. Ali dentro famílias viviam protegidas das tempestades de areia, do frio e de ataques inimigos. Essas 2 construções são comuns no norte da África, em especial, no Marrocos.
Os tijolos de adobe eram feitos com barro, lama, areia, taipa, palha ou esterco e secos ao sol. Tudo isso o tornava muito resistente.

 

Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco
Ksar Ait Ben Haddoud
 

 A imagem de Ait Ben Haddou é impactante e quase inacreditável! É considerado o mais belo ksar do Marrocos e não é pra menos. Uma cidadela em barro nas encostas de um monte, cercada por muralhas que, por sua vez, também são cercadas de palmeiras e outros tipos de vegetação e o rio Ounila correndo à sua frente. Cenário de uma beleza diferente que atrai muitos turistas, Ait Ben Haddou também não passou despercebida da indústria do cinema. Foi cenário do piloto da série norte americana Game of Thrones e das histórias de Daenerys Targaryen na terceira temporada. Ait Ben Haddou deu vida a Yunkai, a cidade fictícia.


Saiba tudo sobre hospedagem lendo o post Riad ou Hotel no Marrocos


Atravessamos o rio pisando nas pedras que estavam em seu leito quase sem água. Pegamos o caminho da direita e nossa primeira visita foi ao Atelier D'art Galerie, onde vimos o artesão produzindo pequenos cartões com paisagens de Ait Ben Haddou. Não resisti e comprei. 


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco


A visita consiste em subir até o topo, onde fica a antiga fortificação. Pelo caminho, a atenção fica voltada para as vielas, a arquitetura das construções, portas, janelas, lojinhas de souvenirs, além da vista que se tem a cada patamar alcançado. 


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco
Pelas ruas do Ksar Ait Ben Haddoud


Fundada em 757 como a kasbah [casa fortificada] de uma família, Ait Ben Haddou foi, aos poucos, se tornando um povoado. Funcionou como importante entreposto comercial na rota de mercadores que viajavam entre o Sudão e Marrakesh. Atualmente, é um lugar de visitação de turistas e moradia de 10 famílias. As demais se mudaram, há tempos, para uma cidadezinha mais moderna, do outro lado do rio, em busca de condições mais favoráveis já que, até hoje, nem luz elétrica tem em Ait Ben Haddou. 

Como já disse, não é o único ksar na região, mas é o mais bem preservado. E, por sua importância histórica e arquitetônica desde 1987, Ait Ben Haddou foi declarado Patrimônio Mundial da Unesco. 

Imagino que, no passado, chegar a Ait Ben Haddou era como chegar a um oásis.    


Se estiver gostando dessa viagem, leia também: Roteiro de 11 dias no Marrocos 


No retorno a Marrakesh, paramos para conhecer a Kasbah de Télouet, em uma pequena aldeia bérbere de mesmo nome. Infelizmente, está meio abandonada e apenas algumas lojas de comércio ficam abertas à espera dos turistas que, como nós, ainda passam por lá.     


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco
Kasbah Télouet


Ait Ben Haddou no Marrocos: patrimônio da Unesco
A estrada tem muitas curvas bastante acentuadas e é difícil não ficar enjoada mesmo com o motorista dirigindo devagar..  


O Marrocos recebe, por ano, em torno de 11milhões de turistas de todo mundo. Povo muito amável que mostra-se orgulhoso de sua história, seus pontos turísticos e artesanato. Não me canso de dizer que foi uma das viagens mais lindas que já fiz e que, um dia, ainda retorno. 


                                                          FOTOS: J.C. ALVAREZ


Pra quem pensa que acabou, tem mais. Venha conferir outros blogs que escrevem sobre Patrimônio no Brasil e em outros países:  

No Turista Imperfeito, o post é Roteiro na Sicília barroca: as cidades do Patrimônio Unesco.   

Já no blog Olívia Garimpando Por Aí encontramos um post sobre Angkor Wat no Camboja: Patrimônio mundial da Unesco 

A Itália está representada no blog Destinos Por Onde Andei :  Um dia em Cinque Terre, Ligúria, Itália 

Leia também as dicas do Turista Fulltime: Rio de Janeiro, Patrimônio cultural  



 

  

  1. Lilian querida, seu post sobre o Ait Ben Haddou no Marrocos está maravilhoso, me deu até vontade de voltar ao Marrocos. Quando estive conheci Casablanca e Marrakesh, mas não tive o prazer de explorar esses arredores e já estou com vontade de voltar. O Marrocos é realmente fascinante. beijos

    ResponderExcluir
  2. O Marrocos é aquela viagem dos sonhos que ainda não saiu do papel.
    Tuas fotos ficaram lindas! Viajando no teu relato.
    Até a próxima!!

    ResponderExcluir
  3. Viajei pelo seu olhar por Ait Ben Haddou no Marrocos, este rico patrimônio da Unesco neste post cheio de história e paisagens surpreendentes.
    Deve mesmo ter sido uma viagem incrível, parece um destino de sonho, daqueles que só vemos em filmes como Indiana Jones, rsrs.
    Que aventura maravilhosa, parabéns pelas belíssimas fotos e pelo relato detalhado. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Que post delicioso! Por mim, eu já estaria pra lá de Marrakesh...rsrs... com direito a uma esticada a este lugar colorido, exótico e perdido no tempo (no bom sentido) que deve ser Ait Ben Haddou. Fiquei mais doida ainda para visitar este incrível lugar viajando no seu relato. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  5. Lílian, ainda lembro do quanto você elogiou esta viagem, mas é tão bom ler e ver imagens! Já entrei em contato com o guia e mencionei seu nome e blog. Beijos

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Digite o que procura no blog e boa viagem!