PARIS 1º DIA

Darei início aos relatos exatamente pela viagem que me levou a esse universo dos blogs sobre viagem.

PARIS



A viagem a Paris começou a ser planejada após uma visita ao site da TAM, que oferecia uma promoção "pontos" + "dólares". Daí à pesquisa sobre hotéis foi um pulo.
Minha primeira viagem à Europa foi em 1994 e, completamente encantada, nutria um enorme desejo de voltar, mas parecia algo muito distante. 

Comecei a pesquisar sobre Paris em revistas de turismo e na internet. Foi assim que descobri 2 blogs maravilhosos que me ajudaram muito: Conexão Paris e Viver Paris, escritos por brasileiros que vivem na Cidade Luz, e que abordam os mais diferentes aspectos da mesma.



Chegamos a Paris numa bela tarde de Outubro. Para nos deslocarmos do aeroporto ao centro, seguimos a sugestão de alguns blogs e pegamos o Roissybus, um ônibus que faz o trajeto aeroporto/Ópera Garnier. De lá, seguimos de táxi até nosso hotel Lyon Mulhouse” [8, Boulevard  Beaumarchais 75011]. 

O hotel é bem localizado, mas muito simples. Como passeamos o dia inteiro e só voltamos para o hotel à noite, nos sentimos atendidos em termos de hospedagem.


Pontos Turísticos :


Apesar de considerarmos o 1º dia como uma  adaptação à cidade, isto é, localização dos pontos turísticos, dos restaurantes e supermercados, já demos início ao nosso roteiro: Boulevard Bourdon, Pont de Austerlitz, Jardins dês Plantes, Instituto do Mundo Árabe e Arenes de Lutércia.

 Fizemos uma pausa para saborear um crepe de Nutella [nosso hotel servia café da manhã, mas cobrava um valor que não compensava], e logo continuamos nossas andanças pelo Quartier Latin: Sorbonne, Panteon, Boulevard Saint Michel, Boulevard St. Germain, museu de Cluny e faculdade de Direito.
De lá, fomos para os jardins du Luxemburgo. Lindo demais! 



As pessoas ficam ao ar livre lendo, batendo papo e lanchando.


Gostamos tanto desse espaço, que resolvemos fazer como os locais, e nos sentamos para um breve descanso. Em seguida, continuamos nossa caminhada rumo à  Ile de la Cité, para visitar a catedral de Notre Dame.

Passeamos pela Ile de St.Louis, atravessamos a Pont dês Arts [toda de madeira], vimos o Institute de France, voltamos pela Pont de La Concorde até a Place de La Concorde

Tudo em Paris é exuberante ! Na tentativa de capturar um pouco da beleza dessa cidade, tiramos fotos de todos os ângulos possíveis.








Retomando a caminhada, fomos conhecer a Madeleine. Uma linda e imensa igreja.

Bem próximo da Madeleine fica a área em que se localiza a Ópera Garnier, onde vamos encontrar algumas lojas de departamento, como: H&M, Galeries Lafayette e Zara.

É lógico que paramos para conhecer a tão famosa Galeries Lafayette, que é realmente uma construção muito bonita.



Em um dos andares, vimos um restaurante tipo buffet e, em outro, um Mac Donald’s. Aí, nos demos conta de que nossa última refeição tinha sido um crepe de nutella e, desde então, estávamos sem comer. Daí, partimos para um lanche no Mac.


O último andar das Galleries Lafayette é um terraço de onde se tem uma vista interessante dos telhados de Paris.




Quando saímos, o dia já estava escurecendo e fomos andar pelos Champs Elysée. Não cansa andar, pra lá e pra cá, nessa imensa avenida, que termina no Arco do Triunfo. E foi isso que fizemos! 

Nesse percurso, vê-se, de um lado e do outro, jardins bem cuidados e cheios de flores, além de cafés, restaurantes e lojas super elegantes cheias de turistas .


Empreendendo o caminho de volta ao hotel, pegamos a rue St. Honoré, rue Tivoli e chegamos a uma praça [chamada Place du Louvre] que estava toda enfeitada com pequenas velas dentro de castiçais de vidro, espalhados pelo chão. Eram inúmeros pontinhos luminosos. E o hotel du Louvre, que fica nessa mesma praça, também estava com a fachada toda iluminada.

Foi um dia ótimo! Revimos lugares que já conhecíamos e conhecemos outros novos. Foi, também, um dia cansativo, porque fizemos todo esse roteiro à pé.



 
FOTOS : J.C. ALVAREZ

Um comentário

  1. Fiquei 5 dias em Paris e não foram nem de perto o suficiente para conhecer algumas das coisas que queria ter conhecido. Bom, pelo menos tenho uma desculpa para voltar, rs. Muito bom o post, parabéns. Abraços

    ResponderExcluir