PARQUE ESTADUAL CARACOL / CAMINHO DAS GRAÇAS / CASTELINHO CARACOL

O Parque Estadual Caracol é uma região encantadora com florestas de araucária, rio e cachoeiras. Foi habitada por indígenas da tribo caigangues e, muito tempo mais tarde, por volta de 1863,  chegam os primeiros imigrantes europeus.
Em 1950, a área, onde hoje existe o Parque Caracol, foi desapropriada para a criação do mesmo. Apenas uma parte é destinada ao turismo e a outra permanece preservada como uma área de preservação ambiental. 

O Parque Caracol é um complexo turístico com florestas, trilhas, mirantes, rio, cascata, restaurantes e lanchonete, trenzinho e áreas de descanso. Tudo muito bem sinalizado, permitindo que os visitantes se organizem e escolham o trajeto que queiram fazer para conhecer o Parque.
  











 






Como chegar ao Parque do Caracol?

O Parque fica na rodovia RS 466 distante da cidade de Canela, mais ou menos 7 km. E é fácil chegar de carro ao Parque pois tem placas indicativas desde Gramado.


Curiosidade no caminho

Fizemos o passeio ao Parque do Caracol em uma parte da manhã e de lá fomos passeando de carro sem rumo definido, eis que observamos na estrada, várias mini casinhas de madeira e pedra apoiadas em suportes também de madeira ou pedra como se fossem caixas de correio, cada uma dedicada a um santo, eram, na verdade, pequenos oratórios. Ao lado de cada um tinha uma plaquinha com o nome do santo e o dia dele.
Depois vimos que esse trecho da estrada se chama Caminho das Graças.
Aproveite sem pressa "o caminho das graças" !









Li no "blog um pouquinho de cada lugar" que a tradição faz com que as propriedades existentes nesse trecho da estrada coloquem na porteira oratórios em homenagem ao santo de devoção da família residente ali".

De lá, seguimos para rever o Castelinho Caracol.

Castelinho Caracol 

A 1ª vez que conheci o Castelinho Caracol não aproveitei nada, mas não sei dizer o real motivo. Como estávamos em uma excursão, fizemos uma visita guiada com um monte de gente e eu ainda tive que dar conta de 3 filhos pequenos que não estavam interessados em circular dentro de uma casa. Com tudo isso, eu tinha uma vaga lembrança de ter visitado apenas a casa principal.




Nessa 2ª visita ao Castelinho [10 anos depois]  já me apaixonei de cara! O cheiro de terra molhada, a grama verdinha e tudo tão bem cuidado, me fez perceber a ampla área externa em torno da casa e foi por ali que resolvemos começar nossa visita.



 



    






O Castelinho Caracol é famoso pela forma como foi construído: todo em madeira araucária sem pregos, apenas encaixe das peças de madeira.
Foi residência da família de Pedro Carlos Franzen, Luiza Sommer e filhos.

É uma ampla casa de 2 andares com salas de estar, de jantar e de música, quartos, quarto de costura, quarto de brinquedos, banheiro, copa, cozinha e despensa.

Desde 1985 tornou-se um museu que preserva todos os ambientes com mobiliário, roupas e  louças conforme era na época .














A visita pela casa termina, estrategicamente, na cozinha para nos convidar a saborear uma delícia típica alemã: apfelstrudel. É feito lá e nós pedimos o nosso com chá de maçã. Divino! Não deixe de saborear!

Ataquei o strudel com tanta gulodice que, quando terminei de comer, lembrei não ter fotografado.

O Castelinho Caracol fica na rodovia RS466 e é fácil chegar até lá pois a estrada é sinalizada.
Ingresso: 10 reais


FOTOS : J.C. ALVAREZ




Leia Também:

Porto Alegre

Um comentário

  1. Que lindo, Lilian! Eu desanimei de entrar no parque por estar com duas crianças muito pequenas. Fui ao bondinho e de lá dava para ver um pouco do parque, fiquei morrendo de vontade de ir... adorei suas fotos e saber mais sobre o parque e o castelinho. Bjs!

    ResponderExcluir