CHEGANDO EM LIMA / COMO FAZER OS PASSEIOS EM LIMA


Chegamos em Lima num voo da Taca, que saiu do RJ às 5h40 e aterrizou às 9h30. Estávamos apreensivos com a empresa aérea, mas os aviões são confortáveis, o atendimento de bordo foi muito atencioso e as refeições servidas foram boas. 

Seguindo sugestões dadas em outros blogs de viagem, contratamos translado aeroporto/hotel/aeroporto através da empresa Lima Mentor por 50 dólares. Ficamos satisfeitos com o atendimento. Quando chegamos ao aeroporto, um motorista já estava à nossa espera e, no dia que fomos para Cusco, ele também chegou cedo ao nosso hotel.  


Como já falei anteriormente, nos hospedamos no Sonesta Posada Del Inca Miraflores Hotel, no bairro de Miraflores, parte antiga.





Desse hotel e, portanto, dessa região - parte antiga de Miraflores - é possível ir à pé para Huaca Puclana, Huaca Hualamarca, Bosque El Olivar, Shopping Larcomar, Parque do Amor, Barranco e Calçadão. Basta ter um mapa da região. O que é fornecido no hotel, não é bom. Só tem pontos muito próximos ao hotel.  

Agrupei atrações por regiões próximas e deixo aqui uma sugestão de como fazer os passeios em Lima :


1º Dia [à pé]

Pela manhã : Parque Kennedy, Parque 7 de Junio, Calle das Pizzas, Huaca Puclana. Esses lugares são em Miraflores.
Almoço : Shopping Larcomar
De tarde : Partindo do Shopping, ir pelo calçadão para o lado esquerdo até Barranco. É uma caminhada deliciosa. De um lado, jardins e o mar. Do outro, prédios e casas lindas. Barranco é um bairro muito interessante, com muitos ateliers de artesanato, casario antigo, praça, igreja e restaurantes.


2º Dia [à pé e de táxi]

Pela manhã : Huaca Hualamarca e Bosque El Olivar. Essas duas atrações ficam em San Isidro.
De tarde : Pegue um táxi perto do Bosque e vá para o Museu Larco [ + ou - 15 soles ]. Para ir a esse museu, terá que necessariamente pegar um táxi ou uma excursão. O Museu Larco fica em um bairro mais afastado chamado Pueblo Libre.


3º Dia [de BRT ]

Pela manhã e de tarde : Centro Histórico.
De noite : É interessante, nesse dia, ao voltar do Centro Histórico, descer do BRT, na estação "Estádio Nacional", e ir ao Parque de La Reserva/Circuito Mágico das Águas. 

Se você tiver mais dias de estada em Lima, pode fazer esses passeios com mais calma. Nós ficamos 5 dias na cidade e fomos ao Centro Histórico 2 dias para visitar os lugares com calma. Fomos a Barranco 2 vezes e caminhamos no calçadão, ao entardecer, vários dias.

Dinheiro em Lima :


Nós chegamos em Lima em um domingo e não trocamos dinheiro no aeroporto,que sempre tem uma cotação baixa,pois o transfer já tinha sido contratado,em dólar,com a Lima Mentor.

O hotel não fazia câmbio com a moeda brasileira e o dólar estava cotado a 2,74 soles.Demos a sorte de ter levado dólares e então trocamos em uma casa de câmbio,próxima ao hotel,com a cotação de 2,77.

Foto de perutravelblog.net


No dia seguinte no Centro,no entorno da Plaza San Martin,poucas casas de câmbio aceitavam real e faziam a cotação a 1,05,já o dólar estava 2,80.
 .Chegamos a trocar dólar por 2,82 mas foi o máximo.   

      Qualquer manchinha ou amassado na nota de dólar é motivo para eles                                                recusarem a mesma.


Temos organizado nossas viagens por conta própria mas com a fundamental ajuda de vários blogs de viagem,que deveriam ser considerados "serviço de utilidade pública" tamanha ajuda/orientação/dicas/passo a passo eles dão. 

Por isso aí vai a BiBlografia da viagem ao Peru:

www.viajenaviagem.com
www.viagenseandancas.com.br
www.sundaycooks.com
www.turomaquia.com
www.meusplanosdeviagem.wordpress.com
www.cadernosdeviagem.wordpress.com
www.essemundoenosso.com.br
www.viagenscinematograficas.com.br


Gostaria de ressaltar o "blog www.sundaycooks.com" pois eles elaboraram um roteiro de como comprar as passagens de trem de Cuzco para Águas Calientes e como comprar os ingressos para Machu Picchu que sem isso nós não teríamos chegado lá.



FOTOS: J.C. ALVAREZ




Leia também

Nenhum comentário