EATALY / INSTITUTO TOMIE OHTAKE / MUSEU DO FUTEBOL

Em minha última estadia em São Paulo consegui finalmente visitar 3 lugares inéditos pra mim: 
Eataly, Instituto Tomie Ohtake e Museu do Futebol.   

EATALY

"Delicatessen" famosa em Turim, Milão, Nova York e em mais 26 cidades atraiu os paulistanos e turistas de tal forma, que nas primeiras semanas havia fila para entrar na loja, para cada restaurante e nos 19 pontos de alimentação.
"Delicatessen", não. O nome mais adequado seria "Centro de Alimentação".

Vejam como eles se definem :


"A ideia por trás do Eataly é muito simples: reunir todos os alimentos italianos de qualidade sob o mesmo teto, um lugar onde você pode comer, comprar e aprender".
  
Como esse seria nosso primeiro Eataly, estávamos na maior animação. O prédio é uma construção moderna enorme e muito bonita.
 Quando você entra, fica igual criança num parque da Disney: não sabe onde ir primeiro, quer ver tudo ao mesmo tempo e mostrar, para quem está com você, suas descobertas :

"gente, tem crepe de Nutella igual aqueles da Europa "
"olha a variedade de azeitonas"
"vem ver os doces" 
"ali é um restaurante"
"vamos subir que eu quero ver o lugar onde é dada a aula de culinária"








Conhecemos cada cantinho, mas, deixamos para jantar aí em outra oportunidade, pois a fila de espera para o restaurante Brace era muito grande.

O Eataly fica no bairro Vila Olímpia, na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 1489. Nós fomos de carro para o Eataly


INSTITUTO TOMIE OHTAKE



O prédio tem uma arquitetura diferente, em cores fortes. Na realidade, é um complexo cultural que envolve Teatro, Centro de Convenções, Centro Cultural, prédio de escritórios e espaço para Exposições. Há também uma livraria e lojas de artesanato e objetos. 

E um amplo saguão com obras interativas...




O trabalho desenvolvido pelo Instituto acontece o ano inteiro: Seminários, Formação para Educadores, Formação para crianças e jovens, Publicações e Exposições.

No subsolo há uma pequena sala onde uma parte da trajetória da artista plástica Tomie Ohtake é mostrada através de fotos.





A foto dos painéis do metrô Consolação no Instituto. 



O painel abaixo, junto com outros três, compõe um trabalho chamado "4 Estações" e fica na estação do metrô Consolação

 No mesmo dia em que fui ao Instituto Tomie Ohtake, peguei o metrô nessa estação e pude ver ao vivo o mural. Quando falta conhecimento você vê, mas não enxerga. Nesse dia pude admirar a obra da Tomie que, possivelmente, já tinha visto muitas vezes, mas não tinha enxergado.


Bem, fui ao Instituto Tomie Ohtake para ver Miró.








O design do prédio é realmente fascinante !



Vale muito visitar o Instituto, mesmo que não tenha uma exposição de renome por lá. O espaço é fantástico !

O Instituto abrigou a exposição "Frida Kahlo-Conexões entre mulheres Surrealistas no México."

Localizado no bairro de Pinheiros, na Avenida Faria Lima, 201. Tem entrada pela rua Coropés.
Fui de metrô até a estação Faria Lima e, ao sair da estação, perguntei em uma banca de jornal como chegar lá. O prédio do Instituto é visto de longe. Então, foi só seguir em direção ao mesmo.


MUSEU DO FUTEBOL




O interesse do homem por jogos com bola aparece em estudos de diferentes culturas muito antigas, mas não poderia ser chamado de futebol.

Charles Miller é considerado o pai do futebol no Brasil.



No Museu podemos ver fotos de times, uniformes, flâmulas, bandeiras 
de várias épocas.



A evolução da bola.



A evolução da chuteira.









Vários excelentes jogadores brasileiros têm uma placa com sua trajetória em destaque.



O que é um "gol de placa" ?




Os materiais estão expostos no Museu em diferentes suporte. Para que o visitante entenda o contexto cultural e político, fotos e recortes de jornais e revistas compõem uma época, como no exemplo abaixo, 1962.

  
Há uma proposta de participação interativa. Então, o visitante pode escolher o locutor, o jogo e o jogador, ir clicando nessas opções e escutar a narração conforme ocorreu no jogo.


Foto do site www.timeout.com.br

Há também um espaço lúdico onde, entusiasmados, os vistantes se divertem numa partida de Totó. 


O Museu do Futebol fica no Estádio do Pacaembu, na Praça Charles Miller, S/N.

Fomos de carro e pretendíamos estacionar em frente ao Estádio. Mas mal chegamos, "os flanelinhas" [guardadores de carro] avançaram na nossa direção, já estabelecendo onde deveríamos parar o carro e dizendo que o preço era 30 reais. Quando meu filho fez o retorno para sair, eles falaram, meio irritados : "hoje a entrada no museu é de graça", como quem diz, se vocês não vão pagar entrada no Museu, podem nos pagar 30 reais para estacionar.

Caramba !!!!!! Bem, estacionamos na rua lateral sem pagar nada.


FOTOS : LILIAN AZEVEDO




Leia também:


6 comentários

  1. Não conheço nenhum dos três e morro de vontade de conhecer.
    Adorei passear através da sua visão das visitas.

    Beijo,
    Fran @ViagensqueSonhamos

    ResponderExcluir
  2. Lilian, preciso ir urgente com as meninas para São Paulo. Já anotei aqui os 3 lugares para visitarmos ;-).

    Beijos

    Claudia
    @AsPasseadeiras

    ResponderExcluir
  3. Que passeio top, Lilian! Muito bom gosto! Mas não conheço o Museu do Futebol, acredite se quiser... e olha que amo passear e amo museus! O Eataly eu tenho um amor, é meu xodó, adoro passear por lá! Comer um crepe, ver os produtos, levar um pão rústico para casa... não tem nada ruim lá, pena que é tudo caro! E o Instituto é um point super cult da cidade, vale demais a visita! Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Tanta coisa bacana pra fazer em SP né? Mas amiga, cá entre nós, como vc conseguiu sair do Eataly sem comer por lá????? Eu ficaria lá , plantada, até a hora que liberassem uma mesa. Super fome! rs Beijos.

    ResponderExcluir
  5. São Paulo é sempre surpreendente. Nunca fui a lazer, somente trabalho! Desconfio que ficaria uma tarde inteira só no Eataly!! Mas de qualquer forma é o tipo de cidade com atrações para todos os gostos!!

    ResponderExcluir
  6. Flanelinha é uma desgraça cada vez mais presente em Sampa!
    Adorei o post! Sabe que mesmo morando aqui ainda não fui conhecer nem o Eataly e nem o Museu do Futebol? E nem é falta de interesse, é falta de planejamento/tempo mesmo!

    ResponderExcluir