21 janeiro 2018

BUDAPESTE DE TREM

Enquanto planejava essa viagem à Europa Central - Berlim, Praga, Viena e Budapeste -, li algumas  indicações no sentido de começar a viagem por Budapeste pois assim iria aumentando gradativamente o encantamento com as cidades, dando a entender que Budapeste, entre as quatro, seria a menos bela. Contrariando o que tinha lido, ficamos muito apaixonados pela capital da Hungria, que consideramos tão bela quanto as outras cidades visitadas.

Como chegar a cidade :

A cidade é acessível de avião, barco, ônibus, carro e trem. Nós demos preferência ao trem.

# Trem
Nós chegamos a Budapeste, vindo de Viena, na estação de trem  Keleti Pàlyaudvar [Estação de trem Leste]  que é, entre as quatro existentes na cidade, a maior e mais movimentada. Construída entre 1881 e 1884, já passou por reformas e é muito bonita por fora. Internamente conserva um ar meio decadente e diferente de várias estações de trem da Europa.

Foto do site commons.wikimedia.org

Compra pela internet

# Ticket ou voucher  Todas as nossas passagens de trem foram compradas pela internet. No momento da compra, o usuário recebe a informação de que o que ele está imprimindo é apenas um comprovante de compra. É necessário fazer a  troca desse comprovante de compra/voucher pelo ticket.
# Como compramos o trecho Viena/Budapeste pelo site da OBB [companhia de trem da Áustria], a troca foi feita em Viena no guichê da OBB [na estação de trem]. Essa troca é cobrada. Na época, pagamos 1 euro por passagem.
# É fundamental marcar os assentos e essa reserva também tem um custo.  Perguntei se os assentos estavam marcados e, só então, a moça esclareceu que não, perguntando se eu queira reservar. Assim o fiz e paguei 8 euros pelos dois assentos, mas vale para não ter que ficar, a viagem inteira, trocando de lugar.
# Se o seu trajeto partir de Budapeste, o mais barato é ir ao site da companhia de trem da Hungria, Máv-Start para comprar online. Você também vai imprimir um recibo de compra e terá que trocá-lo pelo ticket.
# Atenção, antes de efetivar a compra, para o nome da estação de chegada e estação de partida. 

Translado de chegada

# Apesar do City Gardens ter dado a orientação de como nos deslocarmos - de Keleti até o hotel utilizando o transporte público -, ficamos preocupados com placas num idioma tão diferente e com o dinheiro que ainda não havíamos trocado. Então, decidimos pegar um táxi. Não observei placas em inglês, mas como foi muito rápida a nossa passagem pela estação de trem, posso ter me enganado.
# Alguns motoristas nos abordaram ainda dentro da estação e, apesar de recomendações prévias para contratarmos um transfer, nos sentimos seguros para aceitarmos o táxi. O taxista estabeleceu um preço fixo de 13 euros e avaliamos que valeu a pena.

# Metrô, Tram  e ônibus fazem a ligação entre a Estação de trem Keleti e outros pontos da cidade. Eu sugiro sempre enviar um email para o local de sua hospedagem para saber como se deslocar do seu ponto de chegada até sua hospedagem.

# Existem também vários serviços de transfer com motoristas particulares ou em vans para grupos.

Saindo da cidade :

Muita atenção de qual estação o seu trem irá sair pois Budapeste tem 4 estações e nosso trem partiu, para Viena, da menor e menos conhecida.

Voltamos de trem para Viena e não sei porque nosso trem partiu da estação Kelenföld, meio afastada da cidade e muito maltratada. Ela era pequena, bem velhinha e tudo estava escrito no idioma local.
Levamos um choque ao chegarmos lá e fiquei muito aflita, verificando dez mil vezes se o nome da estação estava certo. Uma sala de espera super simples de onde não víamos o acesso às plataformas. Zero placa em inglês !!!!! Socorro !!!!! Para chegar às plataformas era necessário sair da estação e descer uma escadaria. Em dois tempos chegou um senhor nos perguntando o número do trem, disse a plataforma de onde o trem sairia e se ofereceu para ajudar com as malas em troca de uma gorjeta.

Enfim, tudo funcionou bem e pegamos o trem  certo. O trem Budapeste / Viena estava cheio e com pessoas viajando em pé.

Translado de saída

Pedimos pra recepção do hotel chamar um táxi e ficamos um pouco preocupados com o preço, mas pagamos mais barato do que na chegada. O motorista nos cobrou 10 euros e deu um recibo de uma maquininha, tipo de cartão de crédito. Ele mesmo pediu para ver os tickets e confirmar o nome da estação de trem.

Viajando de trem 

# É sempre importante chegar cedo à estação para verificar em qual plataforma o seu trem irá parar.
Em algumas cidades europeias, nos corredores da estação, é possível encontrar painéis de fundo amarelo com o horário, número do trem, cidades onde o trem irá parar e o desenho do trem, assim você pode ver onde fica o seu vagão. 
# A plataforma, muitas vezes, só é anunciada em cima da hora nos painéis eletrônicos. Fique atento pois quando aparece o número da plataforma é uma correria. Sempre preste atenção ao número do trem e não à cidade destino.
# Saber seu vagão é muito importante e a direção que o trem chegará na plataforma, muitas vezes, ajuda a se posicionar de forma a você ser um dos primeiros a entrar no seu vagão. No desespero, já entrei em qualquer vagão e fui andando por dentro do trem até encontrar o meu.  
# Tenho sempre uma preocupação especial com o lugar para acomodar as malas pois os que ficam próximos à porta de entrada não são muito amplos. Não tendo lugar nesse espaço, só resta colocar no compartimento acima dos bancos, e isso nem sempre é tarefa fácil.
# Em alguns trens encontramos nos assentos o "Ihr Reiseplan", traduzindo "Seu plano de viagem". Nele constam todas as informações necessárias : as cidades, horário de chegada e partida do trem em cada estação, o serviço disponível no trem, o que tem em cada estação [guarda volumes, wifi, posto de informação turística, bicicletário], plataforma etc...


Mesmo com todas essas preocupações, ainda acho o trem a melhor opção para viajar pela Europa. 

Vivemos uma excelente experiência em Budapeste e consideramos a cidade limpa, segura, bem estruturada para o turismo e seu povo simpático e acolhedor, mesmo quando não fala inglês. 
Buda é linda e Peste é maravilhosa, por isso Budapeste é fantástica !



Leia Também
  1. Oi Lilian
    Adorei o post! Comprei as passagens e não consegui marcar o assentos, o site dava problemas o tempo todo, já enviei até um email para OBB. Você acredita que eu consiga comprar essa marcação de assentos no dia que eu chegar em Budapest? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que consegue comprar a marcação de assento sim ,eu só consegui no trem de Berlim para Praga quando estava lá. beijocas

      Excluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search