ARREDORES DE TIRADENTES: BICHINHO

Bichinho ?????

É o nome de uma pequena cidade, distante 7 km de Tiradentes, muito conhecida pelos vários ateliês de artesanato e pela famosa Oficina de Agosto. Aliás, acho que foi a Oficina de Agosto que fez a cidade de Bichinho passar a ser  um lugar que reúne tantos artesãos e ateliês. Confira a história de Antônio Carlos Bech e Sonia Bech Vitaliano, irmãos que criaram a Oficina de Agosto.

Bichinho é na realidade o Distrito de Vitoriano Veloso e pertence à cidade de Prados desde 1938. 

Nossa 1ª tentativa de ir à Bichinho foi há muitos anos e fracassou, pois, na época, a estrada era bem precária. Voltamos algumas vezes para visitar Tiradentes, mas nunca priorizávamos esse passeio. 

Meu marido não estava ainda animado a empreender esse passeio, mas como ama carros, para convencê-lo, a forma mais fácil foi falar que nessa estrada se localiza um Museu do Automóvel, que diga-se de passagem é parada obrigatória. Pronto, ele se entusiasmou e no sábado, pela manhã, pegamos a estrada. 



A estrada está asfaltada, tem um primeiro trecho com alguns ateliês depois é só paisagem rural até chegar na cidadezinha, e aí muitas lojas de artesanato.  


No meio do caminho o Museu do Automóvel da Estrada Real que foi inaugurado em 2006. Rodrigo Cerqueira Moura, proprietário, desde 1976 compra e restaura carros. Essa paixão por carros foi herdada de seu pai .



A Jardineira Charmosa faz passeios noturnos em Tiradentes há 7 anos.
O motorista conta histórias sobre a cidade.  

Eu não entendo nada de carros mas meu marido, que é grande apreciador, sabe os nomes das marcas, os filmes onde eles apareceram e outras histórias.Quem gosta de carros antigos vai gostar muito dessa visita.









No caminho também passamos pela famosa Oficina de Agosto
Vale uma parada !




Chegamos em Bichinho e a cidade parecia em festa, gente para todos os lados, não tinha lugar para estacionar : vira a direita, nada. Segue mais um pouco e vira à esquerda, nada !
Quando, finalmente, estacionamos fomos curtir a cidade.

Os ateliês ficam em casinhas simples e mostram preciosidades !
Em qualquer um que você entre é recebido com tal acolhimento que já se sente em meio a amigos, simpatia mineira !








A igreja de Nossa Senhora da Penha tem um exterior simples e como estava fechada não pudemos visitá-la mas quem já a visitou disse que é muito graciosa. Sua construção data de 1771, época em que a cidade cresceu em função da exploração do ouro.


Algumas lojas funcionam nas casas dos artesãos, como essa abaixo.
Até na cozinha tinha produções !
O fogão à lenha faz sucesso e é super fotografado.




O passeio levou uma manhã, não almoçamos na cidade pois estava muito cheia. Fiquei preocupada com a quantidade de turistas na cidade, espero que o turismo se dê de forma a não levar a cidade a um esgotamento. 

Para irmos de Tiradentes para Bichinho paramos num posto de gasolina em uma pracinha de Tiradentes e perguntamos ao frentista.

A estrada é sinalizada.



FOTOS : J.C. ALVAREZ 

3 comentários

  1. Lilian, você adivinha os planos alheios? Estou considerando, seriamente, a idéia de visitar as Cidades Históricas em janeiro. Sim, não as conheço. Esse post foi para dar ânimo, com essas imagens tentadoras!!! BjO!!!

    ResponderExcluir
  2. Sugiro hospedagem em Tiradentes pois de lá dá para ir passear em São João del Rey de trem e outro dia ir de carro com tempo pra explorar melhor a cidade,dá pra ir em Bichinho e curtir Tiradentes de mahã,de tarde e de noite.Veja bem as datas pois acho que em Janeiro tem o Festival de cinema,por um lado é legal por outro fica muito cheia e os preços aumentam.Ouro Preto e Congonhas fui mas já tem tempo,estamos pensando em voltar.Alugue um carro em BH e aproveite para ir em Inhotim.Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Que charme essas casa-atelier! Amei!
    Quero muito explorar toda essa região.

    ResponderExcluir