MUSEU DE SANT'ANA EM TIRADENTES

Museu de Sant'Ana

Visitar e revisitar Tiradentes, para nós, é sempre um ótimo programa. Cidade muito bem preservada, com lindo casario colonial, igrejas barrocas, ladeiras e ruas com calçamento em pedra, nos remete a uma viagem no tempo.
Dessa vez, o destaque foi conhecer o Museu de Sant'Ana que fica no prédio da antiga Cadeia Pública.
Tiradentes, Minas Gerais
Tudo ali é motivo de apreciação, tanto o prédio quanto o acervo. A entrada discreta, pela rua lateral à Cadeia, não dá pistas da qualidade e beleza do Museu. Mas, basta dar os primeiros passos no saguão para imaginar o que vem pela frente. No subsolo, em amplo salão com piso em cimento, encontram-se integrados por um belo balcão de madeira: a bilheteria, uma lojinha e um Café.

Tiradentes Minas Gerais

Uma enorme mesa de madeira, como aquelas de fazenda, ocupa o saguão e pode ser usada coletivamente para lanche, para leitura, para pesquisa e para aulas. Sim, aulas! Visitamos o Museu em um domingo e encontramos um grupo de jovens acompanhado por três professores em um estudo de campo.

Tiradentes

Por uma escada, que ocupa o lugar onde foi no passado o calabouço, chega-se ao andar superior, onde o acervo está exposto. Percebe-se, claramente, o cuidado e a valorização com a construção original. Focos de luz direcionam a atenção do visitante para a espessura das paredes, para o calabouço, para as portas/grades.
Apesar de pequeno, o museu tem um rico acervo, 291 imagens de Sant'Ana, tida como a mãe de Nossa Senhora, e, portanto, avó de Jesus. Essas imagens foram sendo adquiridas pela colecionadora de artes, Angela Gutierrez, ao longo de 40 anos e depois doadas ao IPHAN - Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, para o Museu Sant'Ana, que é o único no Brasil dedicado à santa.

Logo no início da exposição, estão as "Paulistinhas", imagens em barro de pequeno tamanho, que apresentam sempre duas características: estão sobre um pedestal e são furadas [cavidades cônicas] a partir da base. Elas foram produzidas em oficinas na bacia do rio Paraíba e do rio Tietê, mas sempre em São Paulo, daí o nome.

Tiradentes Minas Gerais

Elas eram bem pequeninas e assim podiam ser usadas em oratórios e serem levadas pelos fiéis como amuletos. Acredita-se, também, que algumas pessoas as usavam para servir de modelo para os artesãos confeccionarem outras, em tamanho maior. 

Na vitrine em frente, vemos a "Fatura Negra", que são as imagens de Sant'Ana confeccionadas pelos artesãos negros. "Mostra o quanto a mão africana consegue subverter as normas vigentes, inventando novas e inusitadas formas de representação de Sant'Ana". 

Tiradentes

Em uma das salas, vemos imagens de "Sant'Ana Guia", muito comum no Nordeste. "Ana toma a filha pela mão e a conduz". As imagens representam a confiança na mãe que protege.
 
Museu Sant'Ana

Sant'Ana sentada 

As imagens expostas nessa sala apresentam a santa sempre sentada em cadeiras, dando uma ideia de Sant'Ana como conselheira, orientadora. Na época em que o estilo barroco floresceu, as cadeiras passaram a ser esculpidas como verdadeiros tronos.

Tiradentes Minas Gerais

Tiradentes

Próximo às vitrines, existem painéis explicativos. Além disso, nas salas e no corredor, totens com computadores podem ser acessados e a ficha técnica de cada escultura consultada. O turista também é atendido por simpáticas monitoras do museu, que se disponibilizam a dar explicações sobre as obras.


                                  A visita ao Museu Sant'Ana é um programa imperdível  !


                                                       
                                                         FOTOS: J.C. ALVAREZ


Vai visitar Tiradentes? Aproveite a oportunidade para conhecer uma pousada super charmosa e tranquila. Clique aqui no nome Pousada Lis Bleu e faça sua reserva. Você não paga nenhum valor a mais.


Leia Também

Tiradentes Igrejas / Onde Comer / Compras
Arredores de Tiradentes: Bichinho
Tiradentes, "ô trem bom!"
Pousada Lis Bleu, onde ficar em Tiradentes

2 comentários

  1. Muito interessante! Estivemos em Tiradentes e não visitamos este lindo museu. Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, em nossa visita em 2014 também não conhecemos. Mas adorei visitá-lo agora,beijocas.

      Excluir