04 setembro 2018

BELO HORIZONTE, ONDE FICAR E O QUE FAZER

BELO HORIZONTE, ONDE FICAR E O QUE FAZER


Edifício Niemeyer e Praça da Liberdade em Belo Horizonte.

Quem vê as duas imagens acima já sabe que estamos falando de Belo Horizonte ou Beagá,como é carinhosamente chamada. A dupla fileira de palmeiras imperiais, na Praça da Liberdade, delimitam o caminho até o Palácio da Liberdade, e o Ed. Niemeyer traz à praça um toque da arquitetura moderna. Quando visitar a cidade, não deixe de conferir de perto.

Belo Horizonte é a capital de Minas Gerais e, como diz o nome, é uma cidade que oferece belos horizontes do alto de suas montanhas. É uma das poucas cidades brasileiras cuja construção foi planejada. É famosa como a capital brasileira dos botecos por ter um grande número deles o que, aliás, tornou-se um grande atrativo na cidade.

Eu tinha voltado a BH em 2016 para participar do Encontro de blogueiros da RBBV, mas meu marido não voltava há muitos anos, então queríamos rever a cidade e ir a Inhotim.
Ficamos 3 dias na cidade, porém o primeiro foi dedicado a almoço com minha querida amiga blogueira, a Gisele Prosdocimi do destinosporondeandei,e nossas famílias. Foi uma tarde mais que especial, saboreando o delicioso risoto que a Gi preparou e falando muito sobre nosso tema favorito : viagens !


O que fazer em BH em 1 dia :

 

# Visitar a Praça da Liberdade e os Espaços Culturais

Acordamos na segunda feira animados para explorar a cidade e, após o café da manhã, fomos à pé da Savassi até a Praça da Liberdade. Essa praça é um lugar histórico onde é possível admirar tanto prédios modernos como o edifício Niemeyer quanto prédios em estilo neoclássico, como o Palácio da Liberdade. Na época de sua construção, a praça da Liberdade reunia a sede do governo e as secretarias estaduais. Hoje, esses prédios e outros deram lugar a espaços culturais formando o Circuito Cultural Praça da Liberdade com  o CCBB, Espaço do Conhecimento UFMG, o Museu das Minas e do Metal, Memorial Minas Gerais, o Centro de Arte Popular da Cemig, a Casa Fiat de Cultura, a Biblioteca Pública Estadual e outros. Exposições, palestras, cinema, café, lojinhas, programas educativos, oficinas, apresentações teatrais e muitas outras atividades podem ser exploradas aí.

Palácio da Liberdade em Belo Horizonte
CCBB em Belo Horizonte
Memorial Minas Gerais Vale
Museu das Minas e do Metal


Espaço do Conhecimento UFMG 
Biblioteca Pública Estadual 
O conjunto arquitetônico e paisagístico da Praça da Liberdade foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais em 1977.

Poderíamos ter passado o dia na praça conhecendo cada um desses espaços caso eu não tivesse esquecido que nosso único dia na cidade caía numa segunda feira e tudo estava fechado. 😞
Mesmo assim, curtimos o passeio e tiramos várias fotos.

É possível conhecer Inhotim em 1 dia

# Ir ao Mercado Central 

Nossa segunda visita do dia foi ao Mercado Central e, assim que cheguei, fui comprar as deliciosas balinhas de coco na Queijaria do Noé. Queijos, artesanato, doces caseiros, doce de leite, goiabada cascão, cestas de vime, utilidades de casa, temperos, tachos de cobre, móveis de madeira, pão de queijo, enfim, um mundo de coisas que só um bom mercado desse tipo tem. 

Mercado Central de BH
Criado pela prefeitura, em 1929, como um tipo de central de abastecimento, esteve a ponto de fechar em 1964, mas, na época, os comerciantes se juntaram, formaram uma cooperativa, compraram o terreno, conseguiram ajuda para construir o galpão onde o Mercado Central funciona e assumiram a administração do mesmo. O Mercado Central passou a ser um ponto turístico da cidade. Conta com visita guiada com guias bilingües e, para orgulho dos mineiros, consta na lista dos melhores mercados do mundo.

# Conhecer o Conjunto Arquitetônico da Pampulha          

Para realizar a nossa 3ª visita do dia, voltamos ao hotel, pegamos o carro e fomos visitar a Pampulha, que é um bairro com uma grande lagoa artificial de mesmo nome. Em torno da Lagoa da Pampulha existem condomínios residenciais e o grande atrativo turístico de BH que é o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, objetivo da nossa visita.

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha é formado por quatro prédios construídos às margens da lagoa : a  Igreja São Francisco de Assis, o Museu de Arte Moderna [ antigo Cassino], a Casa do Baile e o Iate Clube.

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha foi encomendado por  Juscelino Kubitschek, prefeito de BH na época, ao arquiteto Oscar Niemeyer. Todas as obras têm os traços singulares e as curvas que são marca registrada do autor e se tornaram um símbolo da arquitetura moderna. Os jardins, que ficam no entorno dessas obras, são projetos da autoria de Burle Marx.

Igrejinha da Pampulha
# A igreja de São Francisco tem no seu interior a Via Sacra em painéis de Portinari. Já na parte externa, painéis figurativos de Portinari e abstratos de Paulo Werneck enfeitam a igrejinha. Durante 14 anos a igrejinha da Pampulha não teve autorização para realizar cultos por ser considerada moderna demais para um templo religioso. É um cartão postal de Belo Horizonte ! 

Igrejinha da Pampulha 
# O Museu de Arte Moderna ou Museu de Arte da Pampulha foi construído para ser um Cassino e assim funcionou de 1943 até 1946, mas, com a proibição dos jogos de azar, foi fechado. Em 1957 passou a funcionar como museu.

Em 2016, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha - incluindo as 4 construções, o espelho d'água e o paisagismo da orla - foi reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco por representar um marco na história da arquitetura. O recebimento desse título compromete o governo a preservação de todo esse patrimônio. Desejamos que isso se concretize pois é um bem de enorme valor. No dia de nossa visita a Pampulha, achamos que a região não estava bem cuidada. 

 

# Hospedagem 

Para nossa estadia de 3 dias em BH, escolhemos o hotel eSuites Savassi Toscanini na Savassi, que é um bairro muito simpático e residencial, com shopping e muitos restaurantes por perto. Sua localização possibilita fazer vários programas à pé.


Recepção muito bonita e atendimento simpático. Quarto e banheiro amplo, decoração moderna e café da manhã gostoso. O restaurante do hotel serve jantar. O estacionamento é cobrado à parte. Achamos o eSuites Savassi Toscanini um excelente custo/benefício.

Jantamos na pizzaria Olegário´Pátio e adoramos as pizzas. Fica perto do hotel e dá pra ir à pé.  


VIAGEM DE CARRO EM MINAS GERAIS


Bem, nosso roteiro por terras mineiras foi organizado assim : chegamos em BH/Confins em uma 5ª feira pela manhã. Tínhamos alugado um carro na Movida através do site da RentCars. As empresas que alugam carros têm stand dentro do aeroporto, porém os carros ficam em uma área próxima ao mesmo. As vans das locadoras pegam as pessoas em paradas sinalizadas com a placa da locadora na calçada do aeroporto e levam para a retirada do carro.

De Confins fomos direto para Capitólio, onde ficamos 3 dias. No domingo, após o café da manhã, voltamos para BH onde permanecemos 3 dias, sendo que, em um deles, fomos visitar Inhotim. Na quarta feira de manhã saímos de BH rumo a Ouro Preto e fizemos um passeio a Mariana. Retornamos para BH na sexta feira bem cedo. Então, devolvemos o carro na locadora que nos levou até o aeroporto para pegarmos nosso voo de volta ao Rio. 

Passagem aérea Rio/BH/Rio ---- 9.000 pontos na milhagem TAM
Aluguel do carro----- pela Rentcars online. Usamos o waze para fazer todos os percursos de carro.
Pousada Fecho da Serra em Capitólio [3 diárias]------- Booking
Hotel Esuites Toscanini em BH [3 diárias]----------Booking
Mirante Hotel em Ouro Preto [ 2 diárias]-----------Booking


                                                     FOTOS: J.C. ALVAREZ


Leia Também

2018
BrumadinhoÉ possível conhecer Inhotim em 1 dia !!!
Descubra as Opções de Restaurantes em Inhotim

Capitólio
Capitólio, Como Chegar e Onde Ficar
Passeios em Capitólio


Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search