LUGARES IMPERDÍVEIS EM COIMBRA


1] Mosteiro de Santa Clara A Velha




O Mosteiro de Santa Clara foi fundado em 1283 e logo entregue às freiras Clarissas que cuidaram do lugar. O funcionamento do Mosteiro gerou brigas e disputas, o que levou à extinção do mesmo. Anos mais tarde, a rainha D. Isabel de Aragão retomou a construção, erguendo novos prédios.

Essa é uma história que vale a pena ser conhecida. Clique nesse link:
              


Como fica às margens do rio Mondego, o Mosteiro sofreu várias inundações em épocas de cheia do rio, o que tornou a vida ali bastante precária. Com a construção de um novo Mosteiro, em lugar mais afastado, esse passou a ser chamado Santa Clara A Velha e foi abandonado.



Apenas em 2009, foi inaugurado o fruto de um projeto de recuperação do Mosteiro: O Centro Interpretativo do Monumento Nacional e Sítio Arqueológico Mosteiro de Santa Clara A Velha.






Em um prédio moderno, o Centro Interpretativo conta com um museu que expõe muitas peças restauradas através de um trabalho arqueológico, revelando como era a vida das freiras e senhoras que ali viveram. Conta, também, com uma sala de cinema, onde o visitante assiste a um vídeo sobre a história do Mosteiro.
Há ainda uma cafeteria e uma loja com produtos como postais, marcadores de livro, chaveiro etc...






Todo o espaço merece ser visitado. No entanto, o mais interessante é a visita às ruínas.













2] Universidade de Coimbra

As Escadas Monumentais são famosas em Coimbra. E dizem que, no início de cada ano letivo, os calouros são recebidos pelos veteranos ao longo dessas escadas, as quais levam à Universidade de Coimbra. Lamentável é que, para sua construção, foi destruída parte de uma muralha medieval. 






Universidade de Coimbra é uma das mais antigas em funcionamento na Europa e é a mais antiga de Portugal.

Atravessando o portão ao fundo, chega-se à Porta Férrea, que dá acesso à Universidade, entrando, assim, no pátio interno conhecido como Paço da Universidade.



Estando no Paço, vemos a Torre da universidade com o relógio.



Desde 1537, a Universidade ocupa esse prédio, que foi, anteriormente, o Paço Real de Coimbra, a residência de monarcas portugueses.


Essa é a estátua de D. João III




Biblioteca Joanina, cuja entrada está coberta por um painel de tecido com a pintura da porta. De longe, você jura que é a porta de verdade.


A visita à biblioteca é imperdível!

Não é possível tirar fotos durante a visita.

Foto do site www.elfikurten.com.br


À esquerda, está a capela de São Miguel, que é lindíssima, mas, infelizmente, não pudemos visitá-la, pois passava por restauração. Eles permitiram que déssemos uma olhada da porta.

 

Capela de São Miguel    Foto www.voyagevirtual.com

Capela de São Miguel   Foto www.portugalnotavel.com


 À direita das escadas fica a faculdade de Direito. Subindo os degraus, temos acesso à Sala dos Capelos, Sala do Exame Privado e Sala dos Archeiros.

Para visitar o Paço o acesso é livre, mas para entrar na Universidade e conhecer os demais espaços é necessário adquirir ingresso [7 euros] na livraria / loja da Universidade. 


Sala dos Capelos ou Sala Grande dos Actos. 



É nessa sala que ocorrem as provas públicas e solenidades universitárias.
No dia em que fazíamos a visita, era uma brasileira que estava na defesa de tese de doutorado.




3] Catedral da Sé Velha



Olhando assim, lembra um castelo! Mas, essa é a fachada principal da Sé Velha de Coimbra, igreja construída por volta de 1180, na época em que D. Afonso Henriques era rei de Portugal e Coimbra era a capital do reino.






Azulejos Sevilhanos revestem algumas paredes da Catedral

"Porta Especiosa"construída em época posterior

Catedral vista por tras

4] Catedral da Sé Nova de Coimbra

A construção da Sé Nova começou em 1547 Mas, a 1ª missa só foi realizada em 1640. Pertencia à Companhia de Jesus e, quando os jesuítas foram expulsos de Portugal, foi entregue à Universidade e ao governo, que logo transferiu a Sé Velha para esse prédio.









5] Museu Machado de Castro

É citado como um dos mais importantes museus de Portugal. Para conhecer a história desse museu, que foi inaugurado em 1913 e que está localizado onde o Fórum de Aeminium foi construído pelos romanos, clique nesse link: http://amo-coimbra.com.br/visitando-coimbra/museu-machado-de-castro.

Descendo a rua lateral ao museu, vê-se a uma escavação, feita por ocasião de alguma obra mais recente, que revela reminiscências da época romana.








Loggia é o nome do restaurante localizado no museu Machado de Castro, onde é possível almoçar ou jantar desfrutando de uma vista incrível.





6] Mosteiro de Santa Cruz












Esse órgão, em estilo Barroco, é do século XVIII. 











 
Os detalhes, esculpidos na madeira, são primorosos.


Os túmulos de D. Afonso Henriques e D. Sancho, primeiros reis de Portugal, estão aqui no Mosteiro de Santa Cruz.


Esses azulejos ilustram trechos da Bíblia. 

5 comentários

  1. Que delícia de post Lilian! Estaremos lá em dezembro e já guardei nos favoritos ;-) Adorei a dica!

    Beijo,

    Clau
    @AsPasseadeiras

    ResponderExcluir
  2. Preciso muito incluir Portugal numa próxima viagem à Europa! Aliás... Estou vendo tanta coisa legal de lá que pelo jeito ela vai ser destino punivo numa viagem, porque tem tanta coisa pra ver que já justifica uns 10 dias por lá!
    Adorei o post! Tô encantada com essas igrejas e capelas!! Coisa mais linda!

    ResponderExcluir
  3. Poxa, ainda não conheço Coimbra... preciso perder o ranço com Portugal e explorar mais. ;)

    ResponderExcluir
  4. Olhando as fotos e morrendo de vontade de voltar para Portugal.
    Tem muito lugar lindo que preciso conhecer!

    beijão

    ResponderExcluir
  5. As fotos desse post estão maravilhosas, morro de vontade de conhecer Portugal, mas confesso que me dá um medinho ir com as crianças e não aproveitar, sabe? Com essas moedas estrangeiras tão altas... mas que é lindo, isso é!

    ResponderExcluir