FESTA EM CUSCO "VIRGEN NATIVIDAD DE ALMUDENA"


Na tarde de 7 de Setembro, estávamos em um restaurante na Plaza de Armas, quando ouvimos música e vimos pessoas, em trajes típicos, dançando em grupos como se fosse um bloco de carnaval que se dirigiam para a frente da Catedral. E eu, como adoro essas manifestações culturais, deixei meu marido no restaurante e saí para ver.

Apesar de não entender o que era, dava para ver que se tratava de uma comemoração religiosa. Eram diferentes grupos com trajes/fantasias, que os identificavam como tal, desfilando. Isto é, se apresentando ao público que abria caminho para vê-los passar. Parecia que eles estavam prestando homenagem a uma santa e ao mesmo tempo disputando, entre si, qual o melhor desfile.






Em alguns desses grupos, também participavam crianças com os mesmos trajes típicos.


Até as lhamas estavam caracterizadas, mas não pareciam muito empolgadas.



Uma coisa muito legal nesse "desfile" era a proximidade entre os desfilantes e o público, apesar de estar bem organizado e ter policiamento.
Observei de perto a roupa de uma pessoa de um dos grupos, e vi como o traje que ele vestia era cheio de detalhes e bem feito.

 



Quando eles viam um turista com câmera fotográfica, brincavam e logo faziam pose.





Quando saímos do restaurante, encontramos "blocos" reunidos em outros locais, e entendemos que era uma comemoração, que se espalhava pela cidade.






Buscando informações sobre o festejo, encontrei o seguinte: no dia 8 de setembro, comemora-se o nascimento de Nossa Senhora ou a natividade da Virgem Maria.

Em Cusco, a Festa da Virgen da Natividade é organizada com missa solene pela manhã, na igreja de Almudena; procissão carregando a imagem da santa pela cidade e apresentação coreografada de diferentes grupos de dança, que "disputam", entre si, qual a melhor homenagem à santa. Os trajes e a coreografia são quesitos avaliados.


 

  

  

   

 











Outro aspecto que achei muito interessante da comemoração é que esses grupos entram cantando em algumas igrejas, que estão enfeitadas para a comemoração.







As duas fotos abaixo foram feitas, por mim, dentro da igreja e sei que não estão boas, mas fiquei muito surpresa e emocionada de ver a igreja abrir suas portas, como se estivesse abençoando todos os cantantes e dançantes. Por isso, não quis perder esse momento e registrei da forma que foi possível.





Nos dias seguintes, ainda vimos desfiles não só em Cusco como também em outras cidades que visitamos, como Chinchero.








A comemoração era muito alegre. Envolvia pessoas de todas as idades: crianças, jovens, senhoras e senhores. E eles demonstravam orgulho por participar e por mostrar ao turista um pouquinho de sua cultura. 




Grandes e maravilhosos estandartes exibiam imagens de Virgen Natividad, também chamada, por eles, "Mamita Natividad".




FOTOS: J.C.ALVAREZ


5 comentários

  1. Também adoro poder participar dessas festas típicas... Quando estive em Ushuaia, também vimos um "desfile" muito parecido com o das suas fotos!! Muito legal!!

    ResponderExcluir
  2. Acho muito legal quando visito algum lugar e consigo flagrar alguma manifestação cultural ou festa típica.
    Fiquei encantada com o capricho e detalhes das roupas, dos estandantes... Tudo muito lindo!

    ResponderExcluir
  3. Que demais esta festa. Deve ser muito gostoso estar passeando e, de repente, ter uma surpresa destas. Ótima forma de conhecer melhor a forma de vida de quem vive na região. Uma vez, estava em uma cidade pequena de MG e isso aconteceu e eu já me apaixonei. Imagine no Peru, que deve mesmo ser mágico!

    ResponderExcluir
  4. Tão parecido com o México!!! Muito igual. Eu adoro esse tipo de manifestações também. Aqui, não se você já conhece , mas tem muitas! Você iria gosta. Um beijo.

    ResponderExcluir